20% da rede Mobi.e está avariada

12 julho 2018

Em Portugal, os condutores de veículos elétricos andam num verdadeiro curto-circuito por causa do estado da rede pública de carregamentos, gerida pela Mobi.e: das quase 1500 tomadas existentes no País, 20% estão avariadas. Um facto que só vem agravar a percepção geral de que um dos maiores problemas da mobilidade elétrica é a questão da autonomia.

Numa ronda por Lisboa, cidade com o maior número de postos, a constatação é imediata: muitos estão avariados, desligados ou em manutenção há anos. É o caso, por exemplo, dos lugares reservados a elétricos no parque da Rua de Belém, nas imediações do Mosteiro dos Jerónimos, que há anos não são utilizados porque os postos estão em "manutenção". Também no parque junto ao Estádio Universitário de Lisboa, os vários lugares reservados estão muitas vezes ocupados por veículos a combustão, pelo mesmo motivo.

Mas a situação de João Vicente, sócio do ACP, que anda 20 mil quilómetros por ano num elétrico, é paradigmática: "a 30 de julho de 2016 fiz a primeira reclamação à Mobi.e de que o único posto de carregamento em Santa Cruz (Torres Vedras) estava avariado. Desde então já enviei cerca de 15 queixas e o posto continua avariado. A solução é ter de fazer 30 quilómetros para carregar a bateria, o que não faz sentido".

A queixa deste sócio junta-se à de dezenas de condutores. Há até consumidores que afirmam ser preferível pagar pelo carregamento (atualmente gratuito), do que ter uma rede de postos "a fingir". A introdução de pagamentos já foi adiada três vezes.

O caos já foi admitido pela gestora da rede, a Mobi.e, no início do ano. Questionada agora pelo ACP sobre estas e outras questões - como a concessão da rede prometida no início de 2018 e ainda por concretizar -, a Mobi.e respondeu: "não temos nenhuma informação a acrescentar à que é já do domínio público".

A situação continua a deteriorar-se, provocando situações confrangedoras, como o sucedido no segundo fim de semana de março, quando se deu um "apagão", por razões de segurança (tomadas estragadas), nos Postos de Carregamento Rápido da A2, deixando "apeados" os utilizadores de elétricos e respetivas famílias.

https://youtu.be/0RDwqFWVzyA
scroll up