Condução autónoma vai ser legal na Alemanha

18 maio 2017

A Alemanha foi o primeiro país do mundo a legalizar o automóvel autónomo. Uma medida que se espera venha a ser tomada por outros países da UE, até para que os carros equipados com esta teconologia não tenham que ter os seus sistemas desativados quando são vendidos fora do território germânico ou quando cruzarem as fronteiras alemãs.

Mas esta legalização ainda não permite tudo. Ao abrigo da nova lei que entrará em vigor daqui a algumas semanas, qualquer forma de condução autónoma será permitida desde que seja feita por um condutor encartado pronto a assumir o controlo do veículo sempre que necessário. Nesta fase, ainda não será possível homologar automóveis capazes de operar sem o condutor a bordo, e muito menos desprovidos de pedais e/ou volante – o chamado Nível 5 da condução autónoma.

Estão por definir alguns pontos importantes da nova legislação, nomeadamente quanto tempo terá o condutor para reassumir o controlo do veículo quando tal lhe for solicitado; ou se os tablets e smartphones apenas poderão ser utilizados pelo condutor quando conectados com o veículo, para que o automóvel possa desligá-los remotamente se for exigida a total atenção do condutor.

No que toca aos acidentes rodoviários, a nova lei exige que uma caixa negra registe todos os pedidos feitos ao condutor pelo veículo para que assuma o controlo, para que seja possível definir se o acidente se deveu a erro humano ou do sistema. Os fabricantes vão ser obrigados a esclarecer devidamente os seus clientes acerca das capacidades dos seus automóveis autónomos, e em que condições poderão as mesmas ser utilizadas, evitando a criação de falsas expectativas, como no caso do sistema Autopilot da Tesla, que alguns criam apto a substituir na íntegra a função do condutor.

Com a nova lei alemã, os automóveis vão poder circular sem condutor em determinadas zonas, como parques de estacionamento, para que possam ser utilizadas determinadas funcionalidades como a que está a ser desenvolvida pela Bosch em parceria com a Car2Go em que condutor e passageiros podem deixar o veículo numa área pedonal e este depois seguir sozinho à procura de um lugar de estacionamento nas imediações. Ou fazer o inverso, sair do estacionamento e dirigir-se de forma autónoma até junto dos passageiros para os recolher.

scroll up