Abusam da velocidade e acabam a meditar

30 setembro 2019

Na Estónia, os condutores que forem apanhados pela primeira vez a exceder os limites de velocidade são convidados a meditar em vez de pagar multa. Esta foi a solução, original, que as autoridades encontraram para convencer os infratores a serem mais responsáveis na estrada.

Esta ação só se aplica a condutores sem cadastro que quando apanhados a circular até 20 km/h acima do limite, são convidados a fazer um intervalo de 45 minutos, em alternativa à multa, com o tempo de espera à beira da estrada a subir para 60 minutos se a infração oscilar entre 21 e 40 km/h.

Para a polícia estónia esta forma de consciencializar os condutores, através de um período de reflexão e de diálogo com os agentes no local é mais eficaz como chamada de atenção do que avançar diretamente para a multa.

scroll up