Alpine instala-se em Lisboa num espaço único e exclusivo

17 maio 2018

A Alpine chegou a Portugal e instalou-se em Lisboa, no concessionário Renault Chelas. Naquele espaço que ostenta todo o ADN da marca de Dieppe vai estar à venda um dos mais apaixonantes desportivos do mundo automóvel: o Alpine A110. Os clientes poderão contar com uma equipa de profissionais 100% dedicados à marca quer na comercialização, quer no atendimento pós-venda (onde se incluem especialistas no tratamento da carroçaria em alumínio do novo Alpine A110).

Com um chassis e carroçaria de alumínio simultaneamente rígidos e leves, linhas fluídas e aerodinâmicas associadas a um motor musculado, o A110 é capaz de garantir emoções únicas, só comparáveis com as proporcionadas pelos automóveis superdesportivos. A curta distância ao solo (com o centro de gravidade muito baixo) e a filosofia de arquitetura “tudo atrás”, ou seja, motor disposto em posição central e transmissão de potência às rodas traseiras, dão o mote para um comportamento dinâmico excecional.

Um motor de quatro cilindros e 1.8 litros de cilindrada, sobrealimentado por turbocompressor, capaz de debitar 252 cv, é outra parte da equação “emocional”, que tem, também, no peso-pluma de 1.080 kg do conjunto, mais um argumento de exceção. À fantástica relação peso/potência de 4,3 kg/cv, junta-se uma distribuição de peso quase equitativa (56% atrás e 44% à frente), capaz de conferir ao A110 um comportamento dinâmico tão preciso quanto divertido, sem prejuízo das performances puras, que fazem com que o modelo atinja os 250 km/h de velocidade máxima (limitada eletronicamente) e cumpra a famosa marca dos 0-100 km/h nuns escassos 4,5 segundos.

De forma diferente, mas com a mesma paixão, a história da Alpine em Portugal está agora pronta para retomar a trajetória de sucesso que se iniciou na década de 70, quando a marca deixou carimbado, por duas vezes, o seu nome no álbum de ouro no Rali de Portugal, uma das mais importantes provas automobilísticas disputadas a nível internacional.

A herança das memoráveis vitórias do Alpine A110 1800, que Jean-Pierre Nicolas e Jean-Luc Thérier tão categoricamente souberam levar ao triunfo nas edições de 1971 e de 1973 da conceituada prova portuguesa, e que ajudaram a tornar o modelo de Dieppe uma referência no Campeonato do Mundo de Ralis – a Alpine conquistou o título de Construtores em 1973 – serve agora de inspiração para a performance da marca em território nacional.

scroll up