Citroën E-Méhari faz renascer um mito

06 dezembro 2016

Numa altura em que as principais capitais europeias como Paris ou Madrid querem acabar com os motores a combustão no centro das cidades, a ilha de Formentera em Espanha dá o exemplo promovendo a circulação de veículos elétricos como o novo Citroën E-Méhari. Uma iniciativa que está a ter muito sucesso ou não se tratasse de um parente do mítico Méhari lançado em 1968 e que se manteve em produção até 1987.

Com um novo design e 100% elétrico, o E-Méhari recupera muito do espírito lúdico do seu ilustre antepassado através das suas linhas divertidas e paleta de cores uma vez que está disponível em azul, laranja, amarelo e bege, sem esquecer as generosas janelas em material plástico.

Sempre pronto a trocar o asfalto por caminhos mais dados à aventura, na praia ou no campo, este descapotável dispõe de uma carroçaria imune à corrosão e ao salitre com um interior também resistente graças aos seus materiais impermeáveis e fáceis de lavar.

O Citroën E-Méhari apresenta uma autonomia de 200 km podendo alcançar velocidades até 110 km/h. Graças à sua bateria LMP (Lithium Métal Polymère) que garante total fiabilidade e segurança, este modelo pode ser totalmente carregado em oito horas através de tomadas de 16 amperes ou 13 horas se a ligação for feita a tomadas domésticas com 10 amperes de intensidade.

A marca não prevê a chegada do novo Citroën E- Méhari ao mercado nacional durante o próximo ano.

scroll up