Como acabar com os maus odores no seu carro

25 julho 2019

Não há nada pior, numa viagem de carro, que não se sentir totalmente confortável dentro do habitáculo. E, neste capítulo, um mau cheiro persistente que nos acompanha desde o momento em que entramos no carro até ao momento em que saímos é, porventura, o mais difícil de suportar... É que por vezes nem uma janela aberta chega.

A pensar nisso, damos um conjunto de sugestões de coisas que pode fazer para cortar o mal pela raiz de uma vez por todas.

Limpe rapidamente as manchas de bebidas, comida, vomitado, etc. Remova o mais depressa possível todos os restos e limpe bem a mancha. Em seguida, abra as janelas do carro para o arejar e evitar que os cheiros se impregnem nos tecidos.

Procure a origem do mau cheiro. Nem sem se sabe de onde vem o cheiro, pelo que é importante vasculhar todo o veículo com atenção, retirar todos os restos e recipientes de comida e esvaziar e limpar o cinzeiro. Não se esqueça também da bagageira do carro.

Aspire bem todo o interior. Mesmo que não tenha detetado sujidade no carro, aspire-o todos os tecidos do carro, dos tapetes aos bancos. Pó, migalhas de comida, pelos de animais e terra são assim removidos e, com eles, pode também ir à origem do cheiro.

Limpe a fundo todos os tecidos. Nem sempre a remoção imediata da sujidade e aspiração são suficientes para acabar com os maus cheiros. Por vezes é preciso colocar mãos à obra e lavar tapetes e bancos. Para tal use água e sabão, ou vinagre branco ou amoníaco bem diluídos em água, mas não se esqueça de deixar as janelas abertas para que haja circulação de ar. Caso não o faça pode acabar por retirar um mau cheiro, para ficar com o carro a cheirar a mofo. Se preferir, use uma máquina de limpeza a vapor. Ou então espalhe bicarbonato de sódio pelo carro para absorver os odores. Depois é só esperar umas horas antes de aspirar o carro. Para finalizar pode passar com um pano humedecido com água e amaciador de roupa.

Mantenha as condutas de climatização limpas. Esta é, talvez, a única situação em que terá de recorrer a um especialista.

Cuidado com os ambientadores. Não só o problema pode ser o próprio ambientador, como a utilização de um antes de proceder à limpeza completa do carro pode acabar por agravar a situação com a mistura de odores.

Se tudo isto não resolver o problema, ou se não estiver com coragem para abraçar a tarefa, pode sempre recorrer a serviços especializados de limpeza automóvel que hoje em dia já se encontram em vários locais. Contudo, o melhor remédio é sempre prevenir antes de ter de remediar.

scroll up