Cuide da pintura do seu carro durante o verão

11 agosto 2017

Com o verão chegam as grandes viagens de carro, nomeadamente para zonas costeiras onde a areia e o salitre são presenças naturais. No entanto, há que tomar algumas cautelas para não afetarem a pintura dos automóveis. Lavar o carro é um bom remédio.

Proteger do sol

A melhor forma de poupar o seu carro às radiações solares, no pico do verão, é protegê-lo com capa própria ou estacioná-lo à sombra, sempre que possível. Além de não aumentar tanto a temperatura interior do veículo, também as várias camadas que compõem a pintura ficam resguardadas não correndo o risco de afetar nem o brilho nem a intensidade da cor. Em casos mais extremos a forte incidência de sol pode criar manchas irrecuperáveis ao longo da carroçaria.

Contra os insetos

No verão, quantas vezes ao fim de uma viagem deparamos com a frente do carro salpicada de insetos mortos. Nesses casos, é recomendável não deixar secar demasiado esses resíduos lavando o carro o quanto antes. Ante porque, essa sujidade combinada com o sol cria uma camada mais difícil de retirar e que pode ser um agente prejudicial à pintura do veículo. O mesmo acontece com os dejetos das aves, pólens ou seiva vegetal. Lavar o carro assim que possível é o melhor.

Ter o carro lavado

Lavar o carro após cada ida à praia também devia ser um hábito a adotar. Isto porque o salitre e a areia também são prejudiciais à pintura dos automóveis. Evite passar a mão ou qualquer objeto por uma superfície do carro com areia para não danificar a película protetora superior da pintura.

Recomenda-se que no verão lave o carro pelo menos uma vez por semana, aproveitando as primeiras lavagens para aplicar uma camada de cera sobre toda a carroçaria. A pintura ficará mais protegida das agressões externas impedindo que estas chegem às camadas mais profundas.

scroll up