Cxperience concept, o topo de gama segundo a Citroën

31 agosto 2016

Há muito que a Citroën inova no mercado automóvel, com os últimos anos a apresentarem a marca também como um porta estandarte no que toca a design automóvel. Por isso, não é surpresa nenhuma ver o construtor gaulês revelar, por ocasião da Convenção Mundial do C3, a sua interpretação do que será um topo de gama e daquilo que é claramente uma afirmação de identidade.

Todo o CXPERIENCE CONCEPT respira alta tecnologia, aerodinamismo e arrojo. Partindo do duplo Chevron frontal, as linhas rasgam-se ao longo de todo o carro, conferindo-lhe um aspeto extremamente dinâmico e oferecendo detalhes mais frequentemente associados a naves espaciais e filmes de ficção científica. Uma ideia que é acentuada no interior, ao qual se acede através de portas de abertura invertida, que dão uma sensação de espaço impressionante e, principalmente, proporcionam uma acessibilidade sem limites.

O volante monobraço, que nos leva numa incursão pela história da marca, e os quatro bancos envolventes, que nos fazem lembrar cadeirões com assinatura de arquiteto, fazem a ponte perfeita entre o familiar e futurista... Painel de bordo flutuante de generosas dimensões, câmaras de filmar no lugar dos retrovisores exteriores e um sistema de som envolvente com colunas dedicadas montadas em cada um dos bancos, que se associa a um sistema de entretenimento de vanguarda que permite a personalização do entretenimento a cada um dos passageiros, são apenas alguns dos atributos.

A inteligência tecnológica do CXPERIENCE CONCEPT estende-se também à motorização graças à solução Plug-in Hybrid, que junta um motor a gasolina de 150 a 200cv a um propulsor elétrico de até 80 kW. Uma opção que oferece a liberdade das grandes viagens com o motor de combustão interna, ao mesmo tempo que oferece emissões zero em circuito urbano quando utilizada em modo 100% elétrico, situação em que a autonomia chega aos 60 km.

scroll up