Da impressora para as estradas por apenas 6.000€

22 março 2018

Este carro elétrico de dois lugares impresso em 3D é mais ou menos do tamanho de um Smart, mas vai ser cinco vezes mais forte.

A chegada está anunciada para 2019 e, em vez das milhares de peças necessárias para construir, por exemplo, um Tesla, vai ter menos de 100 peças. Cada unidade só precisa de três dias para ser construido de raíz. 

Chama-se LSEV  e é produzido pela XEV Limited, uma start-up de Hong Kong que tem um centro de design na Itália e bases de produção na China. A intenção é atingir os mercados asiático e europeu primeiro. A XEV Limited começará a produzir em massa o carro em breve, com a expectativas de que chega ao mercado em abril de 2019, ao preço de seis mil euros.

O carro tem 1,5 m de altura, 2,5 m de comprimento e 1,3 m de largura, aproximadamente do tamanho de um Smart. Tem um peso de 450kg e uma velocidade máxima de 70 km/h. Pode fazer 150 km (93 milhas) com a bateria totalmente carregada. A maior parte do carro é impressa em 3D com três tipos de material: nylon aprimorado, ácido polilático (que é um filamento de impressão 3D comum) e TPU de borracha.

A XEV juntou-se à Polymaker, empresa de Xangai conhecida por inovar nos materiais, para aprimorar o material para tornar o carro mais flexível e mais estável. Todas as partes metálicas do carro - como o chassis e o motor - usam métodos convencionais de produção.

O carro foi projetado por cerca de 50 pessoas no XEV. A empresa também criou impressoras 3D especiais para o projeto. O projeto foi iniciado há dois anos por Lou Tik, o fundador da XEV Limited, com o co-fundador italiano e diretor de impressão 3D, Robert Moretti. O projeto teve um financiamento inicial de 2 milhões de euros depois de ganhar o Horizonte 2020, o maior programa da UE para pesquisa e inovação.

Desde o início, o objetivo da equipa era fazer um carro impresso em 3D que pudesse ser vendido massivamente no mercado. A linha de produção será inaugurada oficialmente no próximo ano.

Fabricar carros com impressão 3D pode reduzir o custo de pesquisa e desenvolvimento em cerca de 90% em comparação aos carros convencionais, ao mesmo tempo em que acelera o ciclo de produção em três quartos, segundo os estudos.

Um carro convencional tem cerca de 2.000 componentes, mas o LSEV tem de 40 a 60. Leva apenas três dias para imprimir um LSEV. Avaliações de segurança mostram que o carro é quatro ou cinco vezes mais forte do que seus equivalentes convencionais, como os Smart. O preenchimento estrutural é adicionado às peças impressas em 3D.

O processo de impressão 3D é muito eficiente, portanto, espera-se que a produção corresponda à expetativa do mercado muito rapidamente. Ajustes sob medida podem ser feitos no modelo original para rapidamente atender às necessidades dos clientes. Calcula-se que uma única linha de produção, que tem impressoras 3D e instalações de montagem, atinga os 500 carros por ano.

scroll up