Depois da segurança, chegaram as estrelas para o ambiente

28 fevereiro 2019

O Green NCAP, o novo programa que ajuda os consumidores optarem por carros carros mais ecológicos, lançou esta quinta-feira a primeira ronda de resultados. Doze carros foram classificados de acordo um novo regime de testes que visa colmatar a lacuna entre os dados anunciados pelos fabricantes e o desempenho real dos veículos.

O Green NCAP é um novo consórcio exclusivo, composto por governos europeus, automóveis-clube, grupos de consumidores e universidades, sediado e apoiado pelo NCAP - European New Car Assessment Programme (Programa Europeu de Avaliação de Novos Veículos).

O objetivo é promover carros menos poluentes e mais eficientes no consumo de combustível e energia, fornecendo aos consumidores informações independentes sobre o desempenho dos carros em testes que vão muito além dos requisitos legais para descobrir as diferenças entre as estratégias de controle de emissões dos fabricantes.

Com membros e laboratórios de testes independentes em 8 países europeus, o Green NCAP é um projeto ambicioso que vai incentivar os fabricantes de automóveis a desenvolver carros que façam o uso mais eficiente da energia que usam e minimizem os poluentes e gases de efeito estufa que emitem. O objectivo é fornecer informação clara aos consumidores num campo repleto de informações confusas e leis impostas pelos municípios. Por enquanto, o Green NCAP considera apenas a energia usada durante a condução ('tank to wheel'), mas com o tempo, o "well-to-wheel" e finalmente todo o ciclo de vida serão considerados, incluindo a energia usada para produzir o veículo, energia que consome durante sua vida útil e a energia necessária para converter e reciclar os seus componentes.

Na primeira ronda de testes da Green NCAP, doze carros foram testados: o Hyundai Ioniq e o BMW i3, ambos elétricos, atingem uma classificação máxima de cinco estrelas; o VW up! GTI recebe quatro estrelas; O BMW X1 2.0d e o Mercedes-Benz A200 são ambos premiados com três estrelas; o Ford Fiesta 1.0 EcoBoost é classificado com duas estrelas, e uma classificação de uma estrela é dada ao Audi A7 50 TDI, ao Volvo XC40 T5 e ao Subaru Outback 2.5. Três carros - o VW Golf 1.6TDI, o FIAT Panda 1.0 e o anterior Ford Fiesta 1.0 EcoBoost - recebem classificações de zero estrelas. Todos os três carros com zero estrelas estão aprovados para os padrões de emissões Euro 6b, ainda válidos para modelos lançados antes de setembro de 2017. No entanto, a partir de setembro de 2019, todos os carros terão que atender aos padrões mais rígidos do Euro 6d-temp e versões atualizadas destes os carros serão classificados na próxima rodada de testes.

Por enquanto, os carros elétricos oferecem aos consumidores a opção mais ecológica ao comprar um carro. São a opção mais limpa e mais eficiente atualmente disponível e seria um enorme passo em frente se todos os carros pudessem atingir o nível de cinco estrelas em que os carros elétricos já estão. No entanto, o Green NCAP vai incluir em breve os testes de condução na sua avaliação e, mais à frente, vai analisar todo o ciclo de vida do veículo, o que vai reduzir o fosso entre os carros elétricos e os movidos a combustíveis fósseis.

scroll up