DS Automobiles revela como serão os próximos cinco anos

30 dezembro 2016

A DS Automobiles prepara-se para lançar sete modelos nos próximos cinco anos com o novo DS3, previsto para 2018, a ser o único modelo a ter continuidade.

A primeira novidade surge já pata o ano com o DS X, um SUV compacto que vai partilhar componentes com o Peugeot 3008. Para 2018 está prevista a produção do DS W, um “primo” do Peugeot 2008 e do Citroën AirCross. Entre o final de 2019 e o início de 2020, aparecerá o DS Y, um “primo” do Peugeot e do Opel Grandland X, com base na plataforma modular EMP2.

O responsável de marketing da marca, Arnaud Ribault, avança que estes modelos não terão tração integral mecânica, oferecendo, em vez disso, um módulo elétrico que lhe confere a tração integral. A nova suspensão Aircomfort, as motorizações híbridas plug-in E-Power e os avanços na ergonomia, conetividade e digitalização, serão caraterísticas comuns a todos os modelos da nova vaga DS.

Entre as novidades está ainda o DS7, uma berlina a posicionar no topo da gama, que será construída em França a partir do início de 2018 e que pretende recuperar o DS original, descontinuado em 1975, que assim vai concorrer diretamente com as berlinas premium germânicas.

O DS4 e o DS5 serão substituídos por um único modelo em 2019 e a grande surpresa poderá estar na concretização do projeto DS1, um citadino elétrico previsto para 2020 e que será um concorrente dos Smart.

scroll up