Excesso de álcool passa a ter avaliação médica

23 maio 2018

A partir de agora os condutores que forem apanhados com excesso de álcool no sangue poderão estar sujeitos a avaliação médica, de acordo com informação avançada por João Goulão, coordenador da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT).

Esta ação está integrada no projeto piloto “Taxa Zero” da Divisão de Intervenção nos Comportamentos Aditivos e nas Dependências da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do tejo ((ARSLVT). O protocolo foi assinado na passada terça-feira,  22 de maio, em conjunto com a ARSLVT, a Procuradoria da República de Lisboa e a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais.

A avaliação médica será posta em prática quando o condutor ultrapassar os 1,2 gramas de álcool por litro no sangue, o que na lei portuguesa é considerado crime. Nessa ocasião os indivíduos estarão sujeitos a uma sessão de grupo, onde serão alertados para os riscos de conduzir sob o efeito de álcool. Caso o condutor aceite esta avaliação médica o processo em tribunal ficará suspenso. Este projeto piloto “Taxa Zero” tem início em Lisboa, com a possibilidade de se alargar a outras zonas do País.

scroll up