Menos impostos para os automobilistas

08 novembro 2016

Na Europa estamos sempre a pagar pelo direito de conduzir: os impostos sobre os automobilistas renderam 286 mil milhões de euros. Mas apenas 178,4 mil milhões desse valor foram aplicados na melhoria da rede rodoviária.

A campanha da Federação Internacional do Automóvel (FIA) revela que existem cerca de 107,9 mil milhões de euros de receita excedente que são injetados na sociedade em geral e que os condutores de automóveis ligeiros de passageiros contribuíram com 71% do montante, num total de 205,8 mil milhões de euros.

As receitas dos impostos sobre o transporte rodoviário somaram entre 2 a 3 % do PIB da União Europeia, enquanto o investimento feito pelos governos na melhoria da rede rodoviária foi, em média, de apenas 0,8% do PIB. *

Numa altura em que a Comissão Europeia pondera a introdução de encargos adicionais aos automobilistas para financiar infraestruturas e gerir a utilização das redes viárias, a FIA quer uma reanálise das receitas existentes.

Os automobilistas europeus contribuem de forma muito significativa para os orçamentos de cada país e muito além do necessário para cobrir os custos de manutenção da rede rodoviária.

* Dados relativos a 2013 e que serviram de base ao estudo que suporta esta campanha europeia da FIA.

Saiba o que se passa com os automobilistas europeus:

Consulte aqui o estudo na íntegra

scroll up