Morreu Sérgio Marchionne, ceo da Fiat Chrysler Automobiles

25 julho 2018

Conhecido como um gestor de pulso forte, capaz de alcançar resultados fabulosos, o italiano Sérgio Marchionne de 66 anos, faleceu esta quarta-feira, depois do agravamento do seu estado de saúde no fim de semana. 

Marchionne conseguiu dar a volta à fragilidade financeira do Grupo Fiat, recuperando seis mil milhões de euros em cerca de dois anos. Este “super executivo” com um estilo de liderança muito próprio, não só salvou a Fiat, como deu origem a uma reviravolta na Chrysler, criando a Fiat Chrysler Automobiles.

O homem das decisões difíceis, que pensava chegar à reforma dentro de um ano, esteve internado em situação muito grave num hospital de Zurique, mas acabou por não resistir ao coma.

Marchionne era o CEO do Grupo FCA, mas também da Ferrari, Maserati e CNH Industrial. Agora, os restantes responsáveis pelo grupo italiano, nomearam quatro elementos para exercerem as suas funções. Mike Manley como novo CEO do Grupo FCA, Louis Camilleri para a Ferrari, Suzanne Haywood para a CNH e John Elkan como Presidente.

scroll up