Mulheres no desporto automóvel não chegam a 10%

10 outubro 2016

Uma das novidades apresentadas no 2º Seminário da FIA Women in Motorsport, organizado pelo Automóvel Club de Portugal e que juntou 96 delegadas de 43 países em Lisboa, foi a apresentação de um estudo inédito sobre a presença das mulheres nas várias categorias ligadas ao desporto automóvel. Segundo a Comissão Women in Motorsport, liderado por Michèle Mouton e integra a Federação Internacional Automóvel (FIA), apenas oito em cada 100 pessoas a trabalhar no mundo do desporto automóvel são mulheres.

O estudo consistiu num inquérito enviado para todas as federações de automobilismo e também automóveis clube de todo o mundo, tendo conseguido uma taxa de resposta de 83,5%, isto é, dos 140 existentes, 117 responderam à Women in Motorsport.

Assim, chegou-se à conclusão parcial de que existem no mundo 11.891 mulheres piloto inscritas, o que significa 4,3% do total. Já mulheres comissário (que tanto podem ser comissários desportivos, técnicos ou de pista), o inquérito registou a existência de 9859 mulheres comissário, ou seja, 10,2% do total. A presença das mulheres sobe quando se fala de voluntariado no motorsport, com a existência de 15.216 mulheres, ou seja, 17,5% do total. Mas o melhor resultado obtido é na mulher enquanto força de trabalho representada na federações de automobilismo e automóveis clube, havendo 1024 a trabalhar naqueles organismos, representando 21,5% do total.

scroll up