Museu do Automóvel de Famalicão integra rede internacional

05 maio 2017

O Museu do Automóvel de Vila Nova de Famalicão acaba de integrar a Associação Internacional de Museus de Transportes e Comunicações, tornando-se no primeiro museu nacional com coleções sob a temática do automóvel a pertencer a esta rede internacional.

Localizado no complexo comercial Lago Discount, em Ribeirão, num espaço com três mil metros quadrados de exposição, na freguesia de Ribeirão, o Museu do Automóvel tem patente um espólio de grande riqueza constituído por cerca de uma centena e meia de carros e motas antigas, que retrata a evolução do design e da técnica do Automóvel ao longo do século XX.

Recentemente, o Museu do Automóvel voltou a estar em destaque por acolher para a sua exposição permanente o Mercedes-Benz 280 S, de 1968, que o antigo presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Rio encontrara nos armazéns das oficinas da câmara e mandara recuperar.

Apesar deste destaque, as grandes preciosidades do Museu são um micro carro único no mundo da VEL e um dos dois exemplares únicos no mundo da Rolls Royce. Mas há outras, como cinco exemplares diferentes do primeiro carro a ser produzido em série no mundo, o modelo T da Ford.

O Museu do Automóvel que nasceu de uma parceria entre o município de Famalicão o Fungere – Fundo de Gestão do Património Imobiliário e o Clube Automóvel Antigo e Clássico, integra também a Rede Municipal de Museus de Famalicão.

Depois da integração do Museu Nacional Ferroviário de Lousado, na European Route of Industrial Heritage (RIH), a maior rede europeia de divulgação e promoção de Turismo Industrial, o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha recebeu esta notícia do Museu do Automóvel com “muita satisfação e orgulho”. “É uma grande honra para o município de Vila Nova de Famalicão ver dois dos nossos museus integrados em rotas internacionais de turismo e cultura”, refere o autarca, acrescentando que “se trata de associações que vão dar uma grande visibilidade a estes espaços museológicos a nível internacional, atraindo mais turistas e possibilitando novas parcerias”.

Refira-se que a estrutura turístico-cultural do município – inaugurada em setembro de 2013, disporá, brevemente, de uma oficina de Formação Profissional em restauro de automóveis, que funcionará em parceria com a CIOR. e de uma Escola de Educação Rodoviária, com componentes teórica e prática, destinada aos primeiro e segundo ciclos.

O Museu do Automóvel, que tem como associados o Clube Automóvel Antigo e Clássico de Famalicão e diversas empresas nacionais, de referência, tem sediados no seu espaço a ACAAN – Associação dos Clubes de Automóveis Antigos Nacional, o Clube Automóvel Antigo e Clássico de Famalicão, a exposição permanente do Indian Motorcycle Clube de Portugal, é sede das Finais Nacionais de F1 in Schools e 4x4 in Schools e, resultante de uma parceria com a AMTC – Associação Museus dos Transportes e Comunicações do Porto, tem exposto, em permanência, o respectivo espólio automóvel.

Para além do Museu do Automóvel de Famalicão integram a Associação Internacional de Museus de Transportes e Comunicações os seguintes museus de Portugal: Fundação Museu Nacional Ferroviário, Museu das Comunicações, em Lisboa, Museu dos Transportes e Comunicações, no Porto, e Museu Nacional dos Coches, em Lisboa.

A Associação Internacional de Museus de Transportes e Comunicações (IATM) foi fundada em 1968 e congrega cerca de 300 museus do sector dos transportes e comunicações. A organização está afiliada no Conselho Internacional de Museus e desenvolve as suas atividades apoiando os associados no desenvolvimento dos seus projetos, através da cooperação e da partilha de conhecimento. A melhoria da qualidade do trabalho realizado em prol da sociedade, dos visitantes e dos clientes é o objetivo fundamental deste consórcio.

scroll up