Nissan quer cidades mais agradáveis para se viver

10 janeiro 2017

A Nissan anunciou uma parceria com a 100 Resilient Cities - Pioneered by The Rockefeller Foundation (100RC), uma organização global sem fins lucrativos que trabalha com o objetivo de ajudar as cidades a desenvolver as melhores formas de enfrentar os desafios físicos, sociais e económicos.

“As maiores transformações não acontecerão no interior dos nossos veículos, ou mesmo dentro das nossas empresas", afirmou Carlos Ghosn, Presidente e CEO da Nissan, “mas sim no palco das cidades de todo o mundo. Desde o crescimento populacional e o aumento das populações idosas até ao stress imposto às infraestruturas de transportes, as cidades enfrentam desafios que poderiam ser parcialmente resolvidos por soluções de mobilidade. Para alinhar tecnologia, políticas e planeamento, os fabricantes automóveis e as cidades deverão trabalhar como parceiros".

Numa primeira fase, a Nissan e a 100 RC irão juntar Presidentes de Câmara e “Diretores de Resistência” de cidades de toda a rede para workshops de dois dias em 2017 com o objetivo de discutir os principais temas que as cidades enfrentam no que toca a futuros serviços e tecnologias de mobilidade. Com base nestas discussões, a Nissan irá desenvolver um relatório sobre as conclusões e oportunidades iniciais, relatório que ficará disponível para todas as cidades da rede.

Aquele fabricante irá depois trabalhar com as cidades selecionadas para testar e experimentar as tecnologias de mobilidade emergentes, tais como a condução autónoma, automóveis sem condutor, veículos elétricos e infraestruturas de carregamento e de entrega de energia do veículo à rede, para assim permitir que as cidades planeiem melhor a sua adoção a larga escala.

A Nissan torna-se na primeira empresa automóvel do mundo a juntar-se à Plataforma de Parceiros da 100RC, um grupo de mais de 90 empresas, organizações e outros especialistas, capazes de fornecer ferramentas e serviços gratuitos às 100 cidades membro da rede – entre as quais Lisboa - para assim prestar apoio aos seus esforços de construção de soluções para uma variedade de desafios físicos, sociais e económicos.

scroll up