O mundo visto pelos automóveis autónomos

07 dezembro 2017

Quando chegar o momento em que os automóveis autónomos de nível 5 estiverem autorizados a circular, vão ter de identificar trajetos e obstáculos à sua volta, uma vez que dispensam a intervenção humana.

Esse reconhecimento inclui veículos em trânsito cruzados, desvios, automóveis estacionados, ciclistas e pessoas a atravessar a rua. E para isso vão necessitar de combinar vários sistemas como radar, ultrassons e laser.

Antecipando esses tempos, a Velodyne é uma das empresas que está a desenvolver sistemas baseados em laser para poderem ser usados para medir distâncias e reconhecer os objetos em seu redor. O conceito chama-se LIDAR e é semelhante ao radar, mas utiliza os raios laser em vez de ultrassons.

O produto mais recente da Velodyne é o VLS-128, que emite 128 feixes de laser, construindo uma imagem muito mais completa do ambiente em redor do veículo, o que vai ser um dos sistemas que vai garantir a viabilidade da autonomia de nível 5 nos automóveis. Este sistema emite o dobro dos lasers do seu antecessor com maior alcance, podendo medir até 300 metros.

scroll up