O Toyota Concept-i é mais que um veículo, é quase um amigo

17 janeiro 2017

O Toyota Concept-i é um carro que além de conseguir falar com as pessoas gosta que elas se sintam bem a viajar no seu interior, proporcionando-lhes para isso um ambiente e uma forma de utilização mais aprazível, graças a um sistema de inteligência artificial adaptativo.

Numa altura em que a mobilidade autónoma se vai implementando surgem novas formas de encarar o automóvel, permitindo que o condutor deixe de se concentrar na condução e passe a utilizá-lo mais como espaço interativo, de lazer ou de trabalho enquanto se desloca.

Enquanto um carro com mobilidade autónoma normal iria concentrar-se na forma mais eficiente de transportar os seus ocupantes, no mínimo de tempo e com a máxima poupança de energia, a proposta da marca japonesa vai mais longe analisando a linguagem corporal do utilizador para melhorar a qualidade de vida dentro do habitáculo.

O interface da inteligência artificial do Toyota Concept-i, a quem foi dado o nome Yui, é controlado através do painel de instrumentos, fazendo-se representar de várias formas antropomórficas de contacto, incluindo mensagens de texto, luz, cor e som para transmitir informação ao condutor, que pode escolher o quanto se envolve com a condução.

scroll up