Rainer Zietlow: o alemão que come quilómetros

13 outubro 2016

Desta vez a grande aventura chamou-se “Touareg Eurasia 2016”, o grande desafio idealizado por Rainer Zietlow, um alemão que vive perto de Frankfurt, mas que não consegue estar quieto. Milhares de quilómetros no currículo sem parar, nem para comer, nem para dormir, quanto ao resto, as paragens são as estritamente necessárias… mas sem perder muito tempo.

Depois de já ter batido quatro recordes mundiais, Zietlow preparou um Volkswagen Touareg que adquiriu nos Estados Unidos da América para ligar as cidades de Magadan na Rússia a Lisboa. Pelo meio foram 15.145 km percorridos em apenas 6 dias, 9 horas e 38 minutos. Um recorde mundial comprovado ao volante de um Touareg com um motor diesel V6 de 3,0 litros de cilindrada e 244 cv de potência, que por vezes não se deu bem com o “gasóleo degenerado” fornecido em solo russo. Para que isso não fosse problema, os aditivos foram a solução até chegar a países onde o inestimável combustível é mais civilizado. Rússia, Bielorrússia, Polónia, Alemanha, França, Espanha e Portugal foram os países superados até à apoteose na capital portuguesa. Para além da habitual resistência reconhecida ao Volkswagen Touareg, foi necessário equipa-lo especificamente para a aventura. Três depósitos de 100 litros de gasóleo, cada um, davam para percorrer cerca de 2.400 km, o que obrigou a mais de seis reabastecimentos durante o percurso. Para além disso, uma lista infindável de material de navegação e comunicações obrigaram à instalação de uma valiosa antena especial para captação constante da Internet. Luzes suplementares que transformaram a noite em dia com um alcance de 700 metros foram ajuda preciosa para um “sem parar” entre Magadan e Lisboa.

Para cumprir mais de 15.000 km continuamente foi necessário contar com três condutores. Por isso Rainer juntou dois companheiros de viagem, alternando a condução, navegação e o necessário sono retemperador, em turnos de cinco horas. Em aventuras continuas desde 2006, o alemão que adora comer quilómetros já bateu cinco recordes mundiais, entregando o valor desses prémios às Aldeias SOS de apoio a crianças desfavorecidas, com dez cêntimos por cada quilómetro percorrido. Para ele, a maior dificuldade desta ligação recorde entre extremos asiático e europeu foi a condução na Rússia, que se torna muito mais perigosa e arriscada que em África, não pela qualidade das estradas, mas pelas altas velocidades praticadas constantemente pelos condutores russos. Depois de 15.145 km num Volkswagen Touareg, Rainer Zietlow, que não consegue estar quieto, já pensa na sua próxima aventura, prevista para o continente africano, desta vez numa pick-up Volkswagen Amarok.

Os recordes batidos por Rainer:

• 2011: Argentina – Alasca: 23,000 km em 11 dias e 17 horas

• 2012: Melbourne – St. Petersburgo: 23,000 km em 17 dias e 18 horas

• 2014: Cabo Norte – Cabo Agulhas: 17,000 km em 21 dias e 16 horas

• 2015: Cabo Agulhas – Cabo Norte: 17,000 km em 9 dias e 4 horas

• 2016: Magadan – Lisboa: 15,145 km em 6 dias e 9 horas

scroll up