Restrições no IC2 a trânsito pedonal de peregrinos a Fátima

04 maio 2017

A empresa Infraestruturas de Portugal (IP), responsável por parte da rede viária nacional, recomenda caminhos alternativos aos peregrinos que se deslocam a pé a Fátima e tem no terreno meios de apoio e sinalização nesse sentido.

Em causa está, nomeadamente, a circulação de peregrinos a pé no Itinerário Complementar 2 (IC2) nos distritos de Aveiro, Coimbra e Leiria que a IP quer evitar, já que é uma estrada “de elevado volume de tráfego, onde são praticadas velocidades maiores e que não prevê condições para a circulação de peões. É por isso recomendada a utilização dos percursos alternativos assinalados, nomeadamente pela antiga EN1 e caminhos paralelos”, frisa a empresa.

Em comunicado, a empresa adianta, no entanto, que sendo o IC2 uma via “muito utilizada pelos peregrinos” que se deslocam a pé ao santuário de Fátima, irá introduzir “diversos condicionamentos de trânsito em determinados locais, com a supressão de bermas e de vias de lentos, e desvios de percurso de modo a retirar a circulação dos peregrinos em zonas específicas da estrada”. “Em diversos locais da Rede Rodoviária Nacional estão a ser colocados sinais com indicação desses percursos, efetuados através de vias de menor tráfego automóvel, e portanto mais seguras”, sustenta a IP.

É o caso do atravessamento na zona de Coimbra, onde, a norte, os peregrinos serão desviados na localidade de Fornos para a antiga estrada nacional 1 (passando pela zona da Pedrulha até à estação da CP).

A sul de Coimbra existirá igualmente supressão da via direita para que a circulação de pessoas a pé se faça com maior segurança, em locais específicos do IC2 entre as localidades de Venda Nova e Orelhudo, assinala a IP.

Paralelamente, a Infraestruturas de Portugal tem já no terreno ações de ações de vigilância e apoio aos peregrinos e condutores, com colaboradores e carrinhas de apoio da empresa que, diariamente, entre as 06:00 e as 21:00, até 12 de maio, irão estar nas principais vias utilizadas pelos peregrinos nos distritos de Aveiro, Coimbra, Leiria e Santarém.

Em Aveiro, os meios da IP estão no IC2 e em Coimbra também no IC2, estrada nacional 109 (que liga Aveiro a Leiria, através da Figueira da Foz) e estrada nacional 17 (entre Coimbra e Vila Nova de Poiares).

No distrito de Leiria, a IP marca presença nas estradas nacionais (EN) 113 (de ligação a Fátima e Ourém), EN 243 entre Porto de Mós e Minde, EN 350 e EN 356 (entre a Batalha e Fátima) e EN 357 e também no IC2.

Já em Santarém, os meios da IP irão incidir na EN 113 (entre Ourém e Tomar), EN 118 (entre Salvaterra de Magos e Ribeira de Santarém), na EN365 entre a Ribeira de Santarém e a Estrada Nacional 3 e na EN243 entre Videla e Minde.

A infraestruturas de Portugal disponibiliza ainda dois locais de repouso, com instalações sanitárias aos peregrinos que se deslocam a pé a Fátima, aberto diariamente até 12 de maio, entre as 08:00 e as 20:00, nos Centros Operacionais de Coimbra (em Antanhol) e em Santarém ao quilómetro 40,2 da estrada nacional 3, na localidade de São Pedro.

scroll up