Toyota acelera produção de pilhas para veículos a hidrogénio

05 junho 2018

Na base desta meta que a marca japonesa quer alcançar está o facto de se prever o aumento de vendas mundiais de veículos a pilha de combustível (FCEV), sobretudo a partir de 2020, para pelo menos 30 mil unidades por ano.

Para isso, a marca vai construir duas fábricas novas no Japão, uma para a produção em série de pilhas de combustível e outra para a produção de tanques de hidrogénio de alta pressão.

A pilha de combustível produz eletricidade a bordo do veículo a partir da mistura de hidrogénio (armazenado em tanques) e o oxigénio - essa mesma eletricidade alimenta um motor elétrico que serve de propulsão ao veículo.

Com as novas instalações, está previsto reduzir de forma significativa as emissões de C02 durante o processo de fabrico. Esta é uma das iniciativas do ambicioso Desafio Ambiental Toyota 2050 (Toyota Environmental Challenge 2050), lançado em outubro de 2015 e que visa reduzir, tanto quanto possível, o impacto negativo no fabrico de veículos.

scroll up