Volkswagen I.D. Crozz é um mix entre coupé e SUV com 302 cv

19 abril 2017

A Volkswagen acaba de mostrar no Salão Automóvel de Xangai o terceiro membro da família I.D. Chamado I.D. Crozz, este modelo que deverá chegar ao mercado em 2020, será alimentado por dois motores elétricos, um para cada eixo. O motor frontal debita 101 cv de potência e o bloco montado em posição traseira produz 201 cv, num total de 302 cv.

Esta motorização, que vai trabalhar em conjunto com um conjunto de baterias de 83 kWh de potência, vai levar o I.D. Crozz dos 0 aos 100 km/h em menos de seis segundos e atingir uma autonomia de cerca de 500 km. E, usando um sistema de carga de 150 kw, é possível carregar 80 por cento da capacidade da bateria em apenas 30 minutos.

Tal como acontece com os outros dois modelos I.D., o Crozz conta com um baixo centro de gravidade, fruto da posição das baterias, que lhe permite uma experiência de condução bastante dinâmica.

O visual deste crossover é elegante e desportivo numa carroçaria que não conta com o tradicional pilar central, permitindo que as portas traseiras deslizem para trás. Destaque ainda para os LED dos grupos ópticos dianteiro e traseiro ou o enorme tejadilho de vidro que revela um "tablier" iluminado por luzes LED e que apenas conta com um guiador e com um ecrã "touch" que servirá de terminal multimédia e de centro de informação.

Tal como acontece com os dois I.D. concepts anteriores, este I.D. Crozz não só será totalmente eléctrico como totalmente autónomo. Assim que este modo de condução for selecionado pelo condutor, quatro scanners montados no tejadilho vão "subir" para que o Crozz seja capaz de se transformar num veículo autónomo.

scroll up