12 tesouros escondidos num castelo

31 maio 2017

Encontrar um veículo raro e muito valioso escondido e enterrado sob a poeira do tempo é uma coisa, mas 12 carros no valor de milhões de euros? Isso era um sonho, algo que só no domínio da ficção se consegue imaginar. E se tal descoberta acontecesse num castelo? Esse era então o verdadeiro conto de fadas para os amantes dos clássicos.

Mas é verdade: 12 peças fantásticas da história do automóvel foram descobertas dentro de um castelo suíço, cada uma melhor que a outra. O achado incluiu os seguintes modelos, um Mercedes-Benz 300 SL Roadster de 1958; um Rolls-Royce Silver Ghost Double Phaeton de 1958; um Rolls-Royce Phantom II de 1934; um Lamborghini Espada; um Maserati Ghibli SS e um Maserati Indy America. Foram também descobertos um Aston Martin V8 Volante de 1980; um Mercedes 500 SLC de 1981 , um Ford Mustang de 1973; um Maserati Quattroporte MkII de 1967 e ainda um par de Jaguar E-Types. 

Levados a leilão na Bélgica, pela Bonhams no "Spa Classics Sale", a coleção rendeu no total quase 2,1 milhões de euros, sendo que só um dos modelos foi responsável por mais de metade da receita: o Mercedes-Benz 300 SL Roadster de 1958 foi arrematado por mais 1,127 milhões de euros, mais de 300.000 euros acima da melhor estimativa de venda da leiloeira antes do início das licitações. 

Este modelo é uma evolução feita pela marca alemã no final dos anos 50 ao 300 SL (também conhecido por Gullwing). Isto por causa do sucesso que os "roadsters", carros de dois lugares e sem teto, estavam a ter no mercado automóvel. Mas a Mercedes-Benz inovou ao reforçar o caráter desportivo deste "roadster". Apesar deste "apetite" pelo 300 SL Roadster, os restantes modelos não têm que se envergonhar já que foram arrematados por valores superiores ao das melhores estimativas feitas pela leiloeira.

E como devem acabar os contos de fadas? Neste caso será: "E rodaram felizes para sempre". 

scroll up