Aston Martin arrematado por valor recorde

23 agosto 2017

Reconhecida mundialmente, a leiloeira RM Auctions atrai sempre os lotes mais desejados do mundo, assim como os compradores e colecionadores mais exigentes, ainda para mais quando se está a falar do leilão anual que decorre em paralelo com o Concurso de Elegância de Pebble Beach, em Montrey, Califórnia.

Por isso, não é de admirar que seja também aqui que se batem recordes mundiais, com os carros a serem transacionados por milhões de dólares, ou euros.

Foi isso mesmo que aconteceu no leilão do fim-de-semana passado, com o mítico DBR1, da Aston Martin, a ser arrematado por uns recordistas 22,55 milhões de dólares, qualquer coisa como 19,1 M€.

Construído em 1956, este Aston Martin DBR 1, com número de chassis 1 (DBR1/1) já era considerado o carro mais importante da história da marca britânica e agora passa a ser o mais caro de todos os veículos britânicos alguma vez vendidos.

E não é para menos, dado o pedigree competitivo do qual faz parte a vitória nos 1.000 Km de Nürburgring de 1959, bem como nomes de pilotos como Carroll Shelby, Jack Brabham, Roy Salvadori e Sir Stirling Moss.

No total, o leilão movimentou 133 milhões de dólares, sendo que 32 lotes superaram o milhão de dólares, como foi o caso tabém do Ferrari 250 GT SWB Berlinetta (CHASSIS NO. 2985, de 1961), vendido por 8,305 M USD, ou do Aston Martin DB4GT Prototype (CHASSIS NO. DP199/1, de 1959), arrematado por 6,765 M USD, do Ferrari 121 LM Spider (CHASSIS NO. 0546 LM, de 1955), que rendeu 5,720 M USD, e do Ferrari 410 Superamerica Series III Coupe (CHASSIS NO. 1305 SA, de 1959), vendido por 5,335 M USD. Isto para destacar apenas o Top 5.

scroll up