Maior exposição de Ferraris em Portugal

06 julho 2017

A maior exposição Ferrari de sempre inaugura este sábado, dia 8 de julho no Museu do Caramulo. Intitulada “Ferrari: 70 anos de paixão motorizada”, recorda as sete décadas de história da casa de Maranello.

Segundo Tiago Patrício Gouveia, o diretor do Museu do Caramulo, “esta exposição vai juntar os melhores Ferraris em Portugal, alguns deles dos mais raros do mundo como o caso do 195 Inter, de 1951, ou o 500 Mondial, de 1955”.

Uma ocasião única para admirar “uma constelação de estrelas da Ferrari que muito provavelmente nunca mais voltarão a estar juntas no mesmo local” sublinha ainda Patrício Gouveia.

A exposição “Ferrari: 70 anos de paixão motorizada” que estará patente ao público até 29 de outubro, será composta por diversos modelos únicos e raros, repletos de história, entre eles o Ferrari 275 GTB Competizione, o Ferrari 250 Lusso, o Ferrari Daytona, o Ferrari Dino, o Ferrari F40 ou o Ferrari Testarossa. Todos estes modelos foram, à sua época, inovadores, ganhando vitórias na competição automóvel e apaixonando os condutores, que sonhavam poder pilotar um deles.

O objectivo da exposição será o de contar a história da Ferrari através de modelos das várias décadas da marca, começando logo pelo seu início, com o Ferrari 195 Inter Vignale de 1951, actualmente o modelo da casa da Maranello mais antigo em Portugal e o primeiro modelo de turismo da Ferrari a entrar no nosso país.

Outra das estrelas da exposição é o Ferrari 500 Mondial de 1955, tipo “barchetta”, com uma carroçaria Scaglietti, um raríssimo automóvel que esteve até agora guardado numa colecção privada, sempre longe do olhar e conhecimento do público, mesmo do especializado e que irá agora ser mostrado pela primeira vez no Museu do Caramulo.

Repleto de história, este automóvel de competição é um dos modelos da marca mais raros do mundo, sendo que o exemplar que será revelado na exposição é considerado como um dos mais originais, mantendo ainda o seu motor de fábrica.

scroll up