Beatlemania automóvel

02 agosto 2018

Os Beatles dispensam apresentações, mas o mesmo não se pode dizer dos seu carros: ingleses, italianos, alemães e americanos, há para todos os gostos e de épocas bem diferentes. 

O mais extravagante é o Rolls-Royce Phantom V de John Lennon. Um carro cuja decoração exterior feriu os olhos dos artesãos da marca britânica e de muitos adeptos de cores e linhas mais conservadoras. Mas a verdade é que 53 anos depois do vocalista dos Beatles o ter recebido, este raro Phantom V, que j+a na altura tinha telefone, televisão e frigorífico, fez parte de uma exposição evocativa dos Grandes Phantom organizada pela Rolls-Royce.

Bem mais pequeno, mas nem por isso menos apreciado é o Mini Radford, de Ringo Starr. A base do carro é um Cooper S de 1965, mas tudo muda quando dá entrada na casa de design Brydor, dirigida por Harold Radford.

Mas este não foi o único Mini na vida dos Beatles. Há ainda o Cooper S de George Harrison,  que chegou a ser usado no filme “Magical Mystery Tour”,  sendo também um trabalho do carroçador Harold Radford. Com uma pintura psicadélica capaz de rivalizar com a do Phantom V, de Lennon, este Mini de 1966 teve honras de uma edição especial, em 2009.

Austin Princess ganhou fama por ter sido usado no filme “Imagine”, um documentário produzido por Lennon e pela mulher Yoko Ono, em 1971. Já o Aston Martin Aston Martin DB6 (1966) de McCartney serviu para compor “Hey Jude”

Nos desportivos, com domínio italiano e inglês, temos o Lamborghini GT 400 (1967) de Paul McCartney, o Ferrari 330 GT 2+2 (1965) de John Lennon e o McLaren F1 (1994) de George Harrison.

scroll up