Citroën está a vender vários modelos históricos e protótipos

06 dezembro 2017

A Citroen quer desfazer-se de alguns dos seus modelos históricos e protótipos que fazem parte do espólio do museu da marca, que atualmente conta com 400 automóveis. Ao todo são 65 os carros que estão para venda, além de documentação diversa como fotografias e outras memórias de tempos passados.

Esta decisão prende-se com a transferência da coleção, da sua atual localização, na Conservatoire de Aulnay-Seus-Boys, uma antiga fábrica da Citroën cujas portas fecharam em 2012, para um espaço recentemente recuperado a que foi dado o nome L’Aventure Peugeot Citroën DS, em Sochaux. Cidade onde, curiosamente, nasceu a irmã Peugeot.

Os veículos que aí já não tiverem espaço, mas que continuarão a fazer parte desta coleção, serão armazenados num outro local, para serem utilizados em alturas de festa. Por exemplo, nas comemorações dos 100 anos da marca, que terão lugar já no próximo ano, em 2018.

As peças que vão estar à venda, cujos valores variam entre os 1.000 e os 21 euros, podem ser vistas em catálogo até ao momento em que o leilão terá início, o que vai acontecer no dia 10 de dezembro, a partir das 14h00 (hora francesa), com a empresa responsável pelo leilão, a francesa Leclere-Maison de Ventes, a aceitar licitações durante as 24 horas seguintes, também por telefone.

No entanto, na véspera do leilão, a Leclere-Maison de Ventes vai exibir todos os modelos que estarão à venda, na Conservatoire.

scroll up