Mais um clássico doado ao ACP

20 julho 2017

O espólio de automóveis clássicos doados ao ACP foi recentemente alargado com a oferta de um BMW 2002, de 1971, por José Costa Dias, sócio do clube há mais de 40 anos. Este exemplar da marca alemã foi recuperado pelo ACP Clássicos já que vários componentes do motor estavam demasiado degradados por falta de uso. 

Segundo José Dias, "a certa altura deu para perceber que o carro estava parado há demasiado tempo e que estava a ficar degradado. Como não estava ali a fazer nada comecei a pensar numa solução e ainda cheguei a pensar abatê-lo, mas depois vi que não conseguia fazer isso. Comprei-o a um amigo há cerca de 30 anos e, depois de o ter recuperado, ainda cheguei a fazer um ou dois ralis com ele. Encontrei no ACP a entidade certa para tomar conta dele como deve ser, considero-o um pedaço de história. E até já arranjaram o motor, que estava algumas peças avariadas, ficou impecável e por isso as minhas expectativas sobre o ACP Clássicos cumpriram-se".

Este BMW 2002 junta-se a um espólio muito diversificado de objetos que os sócios têm vindo a entregar ao longo dos anos ao clube de forma a presevar a história do automóvel, sobretudo em Portugal. Entre esses objetos estão por exemplo o primeiro carro a circular no País, em 1895, o famoso Panhard & Levassor, oferecido em 1958 e cujo restauro foi concluído em 1961. Outro exemplo de um clássico doado ao clube é o Buick Road Master de 1946, oferecido na década de 1960. 

scroll up