No Museu do Design em Londres conta-se a história da Ferrari

21 novembro 2017

Até 15 de abril do próximo ano vai estar patente no Museu do Design de Londres a exposição "Ferrari: Under the Skin" que dá a conhecer os 70 anos de história da marca mas também a história do seu criador, Enzo Ferrari.

Esta grande exposição, a maior alguma vez realizada fora do museu da marca, está organizada de forma cronológica começando com uma réplica do primeiro automóvel construído com a marca Ferrari, o 125S. A que se juntam alguns documentos curiosos, como a carta de condução do próprio Enzo Ferrari.

Depois, os visitantes podem acompanhar todo o percurso da Ferrari através de desenhos, esboços, planos detalhados, maquetas em madeira ou já em argila até modelos reais como o 250 GT, um GTO, um 500 F2, um 166 Mille Miglia e até um F40. Os dois automóveis mais modernos são um LaFerrari e o monolugar de Fórmula 1 com que Michael Schumacher conquistou o seu primeiro título mundial ao serviço da Scuderia Ferrari, em 2000.

Ao todo, a coleção de carros exposta naquele museu londrino está avaliada em cerca de 150 milhões de euros, mas para os fãs da marca o que importa mesmo é viverem “as emoções que vão muito além da beleza exterior dos automóveis", como refere o co-fundador do Museu, Sir Terence Conran.

"O que mais me entusiasma nesta exposição é a oportunidade rara de ver o que se passa nos ‘bastidores’ e perceber a dinâmica entre a engenharia, a produção e o ‘design’, aquilo que dá o ingrediente mágico à Ferrari", adianta.

scroll up