Os 50 anos do Toyota 2000 GT

03 janeiro 2017

Há 50 anos, o Toyota 2000 GT foi uma das novidades que mais brilhou no Salão de Tóquio. Considerado um dos clássicos mais belos de sempre, o carro em exposição no stand nipónico foi depois oferecido a Twiggy como pagamento pela sua colaboração na apresentação do modelo naquele certame.

Mas, provavelmente, a modelo britânica nunca terá chegado a conduzir essa maravilha da tecnologia automóvel porque como na altura não tinha carta de condução quem o guiava era o seu namorado e gestor de carreira, Justin de Villeneuve. Passado pouco tempo, o 2000 GT foi vendido e surgiu na série televisiva americana “The Ugliest Girl in Town” (A rapariga mais feia da cidade).

No início da década de 80, o carro foi adquirido pela Toyota USA e seguiu para a Califórnia para ser totalmente restaurado, num processo que também lhe devolveu a cor original – o dourado. Para que a pintura ficasse em perfeito estado levou sete camadas de tinta e três de verniz.

Um desportivo que conquistou o grande ecrã

O Toyota 2000 GT era um desportivo de produção limitada. Ao todo, foram construídos 351 modelos existindo apenas dois em todo o mundo com motor à frente e tração traseira. Desenhado por Satoru Nozaki, este desportivo concebido em parceria pela Toyota e Yamaha e que ficou famoso pelas suas linhas curvas a fazerem lembrar o design da garrafa da Coca-Cola mudou a forma como o Ocidente via os construtores japoneses que até então só produziam carros fiáveis, práticos e acessíveis às massas. A chegada do Toyota 2000 GT veio provar que os nipónicos também eram capazes de conceber supercarros ao nível de outros modelos de fabrico europeu ou norte-americano.

Além da versão coupé com que o 2000 GT foi produzido entre 1967 e 1970, construíram-se dois modelos descapotáveis para utilizar no filme “Com 007 Só Se Vive Duas Vezes”, porque Sean Connery não conseguia caber na versão original deste modelo. E mesmo assim, como a estatura do ator ultrapassava consideravelmente a linha do vidro da frente, grande parte da condução no filme foi feita pela atriz Akiko Wakabayashi que interpretava o papel de namorada do James Bond.

scroll up