Peugeot 203 faz 70 anos

21 maio 2018

A II Guerra Mundial deixou França num estado de grande debilidade com a Peugeot a ser também atingida pelas consequências daquele conflito internacional. A sua fábrica em Sochaux foi controlada pelos alemães até 1944, tendo sido até aí alvo de vários atentados e atos de sabotagem. Terminada a guerra e em pleno momento crítico, a marca não baixou os braços e apostou no lançamento de um modelo que lhe devolvesse a reputação e presença no mercado.

Assim nasceu o 203 que desde logo causou grande sensação ao ser apresentado no Salão de Paris em 1948. As suas linhas arredondadas, a grelha dianteira inspirada nos grandes sedans de luxo norte-americanos, a fiabilidade e o desempenho tornaram-no um ícone da década seguinte.

Estética e caraterísticas técnicas à parte o Peugeot 203 soube tirar partido do contexto económico e social da época.  Numa altura em que se retomava a produção automóvel com modelos mais pequenos, o 203 contrariou essa tendência ao posicionar-se no segmento intermédio (órfão desde a Segunda Guerra Mundial), e dirigido tanto às classes rurais como urbanas.

Com um design arrojado mas clássico e elegante, o 203 destacou-se ainda pelo seu novo motor de 1.293 cm3 associado a uma caixa de 4 velocidades, capaz de desenvolver 42 cv de potência e uma velocidade máxima de 120 km/h. Um desempenho que esteve na base da reputação deste modelo e que sobreviveu até aos dias de hoje.

Originalmente lançado na versão sedan, com acabamentos de luxo oferecendo teto panorâmico, aquecimento e sistema anti-gelo, foi depois comercializado a partir de 1951 na versão cabrio e em 1952 na versão coupê. A marca completou ainda a gama com outras versões: Peugeot 203 Van, ambulância e pick-up.

O Peugeot 203 que foi produzido entre 1948 e 1956, tendo ao todo saído da fábrica 699.863 unidades, também colheu êxitos no desporto com vitórias no Rali da Jugoslávia em 1952 ou no Rali Safari em 1959. O espetacular triunfo no Rali da Austrália em 1953 levou-o a conquistar o mercado daquele país tornando-se no primeiro Peugeot a ser ali fabricado.

scroll up