Salão Retromobile acolhe seis históricos modelos da Alpine

07 fevereiro 2017

Além dos automóveis antigos que constituem sempre uma grande atração para os aficionados de clássicos, a edição deste ano do Salão Retromobile Paris - que abre ao público amanhã e até dia 12 - exibe seis históricos modelos construídos pela Alpine juntamente com a Renault, começando pelo A106 o primeiro modelo de Jean Rédelé, fundador da marca. Fazendo a ponte entre passado e futuro será ainda apresentado o Alpine Vision, uma amostra do modelo de série que a marca vai levar a Genebra, no próximo mês.

Alpine A106

 A 25 de junho de 1955 foi criada a Société des Automobiles Alpine, que quatro meses depois apresentou oficialmente a marca através do modelo A106. Exibido nesse mesmo ano no Salão do Automóvel de Paris, este carro que iniciou a saga Alpine teve 251 unidades produzidas entre 1955 a 1959.

Alpine A108

Depois de um desportivo, a marca viu necessidade de largar a sua gama. Foi assim que em 1957 nasceu um coupé elegante e sofisticado, cujo protótipo esteve disponível em Turim, na sede da Carrozzeria Allemano, a responsável pela construção do A108 equipado com o motor de 4 cv da Renault e uma plataforma proveniente do mesmo veículo. Em 1958, o A108 evoluiu ao receber a mecânica do Dauphine (Gordini) e, em 1959, recebeu o famoso chassi monobloco e uma capota rígida fixada à carroceria, transformando-se assim num coupé desportivo.

A Berlinette Alpine

A carroçaria Berlinette surgiu no Alpine A108 atingindo seu apogeu com o Alpine A110, um modelo elegante e de elevada performance que rapidamente se revelou num verdadeiro ícone da indústria automóvel.

Este modelo que surgiu em 1958 foi proposto com diferentes carroçarias. No Salão do Automóvel de Paris de 1960, foi apresentada a versão berlinette “Tour de France”, com linhas mais esguias que as dos seus antecessores. Em 1962, foi substituído pelo Alpine A110, equipado com o motor do Renault 8. O berlinette foi fabricado até 1977.

Alpine A310

O fundador da Alpine, Jean Rédélé, decidiu lançar o A310 depois do êxito do Berlinette como resposta às exigências dos clientes mais exigentes que privilegiavam velocidade, espírito desportivo, conforto, segurança e exclusividade.

O A310 seguia os principais conceitos do A110: motor traseiro, chassis monobloco e uma exclusiva configuração de assentos 2+2. Inicialmente equipado com um motor de 4 cilindros 1600, foi posteriormente substituído pelo V6 PRV. O A310 V6 recebeu um toque final com algumas modificações no chassis e suspensões, além de um ligeiro restyling.

Desde então propriedade da Renault, o Alpine A310 correu em ralis, sendo coroado Campeão da França no final da temporada de 1977. Decidiu-se pela comercialização do modelo A310 equipado originalmente com um kit de carroçaria. Pouco tempo depois, o Alpine A310 “Pack GT” teve um motor equipado com dois carburadores triplos Weber, permitindo atingir 234 km/h em série, sendo posteriormente substituído pelo “GTA” na versão V6 GT e V6 Turbo, em 1985.

Alpine GTA

O GTA foi o primeiro Alpine totalmente desenvolvido sob o comando da Renault, com o apoio da Berex, de Dieppe. O objetivo era desenvolver um carro desportivo com utilização de um motor turbo e ao mesmo tempo económico. Além de exibir um interior moderno e ser de fácil condução, este modelo apresentava algumas inovações como a utilização de um número reduzido de juntas nos vidros ou sistemas de segurança para o fecho das portas. Um total de 4.660 V6 turbo foi produzido entre 1985 e 1990, além de 1.509 unidades do V6 GT.

Alpine A610

O A610 oferece atributos dignos dos grandes GT europeus, sendo caraterizado pelo grande conforto e performance. Desde que foi lançado, tornou-se num dos desportivos de maior sucesso. O seu comportamento em estrada, a alta velocidade, foi melhorado assim como o conforto e o silêncio proporcionado durante a condução que se equiparava ao de um sedan topo de gama, com um nível de equipamentos que refletia uma mudança de atitude, como ABS, ar-condicionado, direção assistida, rádio com comandos no volante, entre outros. Nunca um Alpine tinha oferecido tantos equipamentos.

scroll up