Mikkelsen troca Skoda por Citroën na Sardenha

23 maio 2017

Finalmente está terminada a novela Andreas Mikkelsen que, após o anúncio da saída da Volkswagen do Campeonato do Mundo de Ralis, deu por si sem um lugar na categoria principal do WRC e teve de se contentar com o volante do Skoda R5 de WRC2... Pelo menos até depois da Sardenha.

Após vários rumores, que chegaram a dar o norueguês na Hyundai após o Vodafone Rally de Portugal, eis que surge hoje a confirmação do regresso de Mikkelsen ao WRC, mas com a Citroën e, por agora, apenas para a ronda italiana.

O construtor gaulês tinha deixado muito claro aquando do regresso à competição com uma formação oficial que o objetivo era vencer provas, meta que foi já parcialmente atingida com o triunfo de Kris Meeke no Rally Guanajuato México, mas uma só vitória não chega.

Como tal, o construtor quer agora incrementar o desenvolvimento do C3 WRC e nada melhor que um piloto com experiência e vitórias na categoria para ajudar na tarefa. Antes disso, Mikkelsen vai levar a cabo um ensaio antes do rali para se ambientar ao Citroën.

Quem vai ficar de fora do alinhamento da Citroën é Stéphane Lefebvre, que voltará aos comandos do C3 WRC na Polónia.

“Ao cabo das seis primeiras jornadas da época parece que a Citroën Total Abu Dhabi WRT está um pouco aquém dos resultados que tinha traçado como meta no início do ano,” começa por afirmar Yves Matton, o patrão da formação oficial. “Ao mesmo tempo, o Andreas Mikkelsen tem andado ativamente à procura de um lugar na categoria WRC. Por isso, chegámos a um acordo para ele competir no Rally Italia Sardegna com um dos nossos C3 WRC. Estamos encantados com esta oportunidade. O Andreas tem muita experiência neste rali, o que não é o nosso caso porque não competimos na Sardenha no ano passado,” continuou Matton, ciente que o piloto não terá como meta a luta pelo triunfo dado a falta de conhecimento que tem do carro.

“É um segredo conhecido de todos que tenho andado à procura de uma solução para competir na categoria de WRC desde o final de 2016,” reconhece Andreas Mikkelsen. “Assim, estou muito contente por me juntar à Citroën Total Abu Dhabi WRT no Rally Italia Sardegna. Estou muito encantado por trabalhar com uma equipa como esta. O C3 deixou claro o seu potencial ao vencer a primeira jornada de terra do ano e parece estar a fazer progressos regulares.”

scroll up