Ott Tanak continua líder na Alemanha

19 agosto 2017

O Rallye da Alemanha tem sublinhado alguma superioridade para a M-Sport que depois do segundo dia de prova mantem dois Ford Fiesta WRC nos três primeiros lugares da classificação geral. E são precisamente os três pilotos do pódio que ainda podem discutir a vitória na prova alemã do WRC.

Ott Tanak lidera depois de 17 especiais de classificação com 21,4 segundos de vantagem para um eficaz Andreas Mikkelsen que coloca o seu Citroen C3 WRC no 2º lugar. Sebastien Ogier, o campeão do mundo de ralis também não está fora das contas para a vitória, uma vez que, no 3º lugar a 29,6 segundos de Tanak e apenas a 8,2 segundos de Mikkelsen, ainda tem uma palavra a dizer, embora não lhe interesse forçar andamentos, isto porque o Hyundai i20 WRC de Thierry Neuville deu um toque na 10ª especial, danificando a suspensão traseira, o que impossibilita o piloto belga de lutar pela vitória, apostando agora apenas nos pontos da Power Stage para reduzir diferenças na luta pelo título de 2017.

Se no dia de hoje o espanhol Dani Sordo em Hyundai i20 WRC deu um ar de sua graça ao vencer três troços, Mikkeklsen conseguiu não perder muito tempo para Tanak e Ogier, que até venceu uma especial e está de máquina calculadora na mão a pensar exclusivamente nas contas para o WRC. Depois deste trio da frente, de onde irá sair o vencedor da Rallye da Alemanha, surge outro trio a lutar pela 4ª posição, com Elfyn Evan (Ford) a 1m48,3 do líder a resguardar precisamente o 4º posto, mas apenas com 4,2 segundos de vantagem para Juho Hanninen (Toyota Yaris) que é o 5º classificado e que por sua vez conta com 14,2 de vantagem para o Citroen C3 de Craig Breen e que está a 2m06,7 de Tanak. Depois tudo está demasiado longe, com o Toyota de Latvala a ocupar o 7º lugar, mas já a 4m04,9 e o Hyundai de Paddon no 8º posto a 4m31,3 da liderança.

E até no WRC2 a Ford está a dar cartas. Eric Cammilli é o líder da categoria ao volante do Ford Fiesta R5, ocupando o 9º lugar da geral, deixando no final do dia Jan Kopecky em Skoda Fabia R5 a 1m12,2 de diferença, ele que até foi o primeiro líder do rali, depois de ter vencido a Super Especial de abertura. Se Ott Tanak poderá ter tudo controlado, com a vantagem de 21,4 segundos para Andreas Mikkelsen para os 4 troços que faltam no derradeiro dia de prova, também é verdade que a Citroen está sedenta de resultados positivos e que poderá dar ao seu piloto liberdade total para forçar andamentos. Já quanto ao campeão Ogier, só terá de gerir calmamente a sua posição, não pensando em subir na classificação, mas sim em regressar à liderança do WRC 2017.

Tanak venceu 5 especiais de classificação, Sordo triunfou em 4, enquanto Mikkelsen e Latvala venceram 2 troços cada um. Kopecky, Neuville, Ogier e Hanninen venceram uma especial cada. O Rallye da Alemanha termina amanhã, com mais 4 troços cronometrados, sendo o último a Power Stage.

scroll up