Armindo Araújo vence pela 3ª vez consecutiva para o CPR

09 junho 2018

Armindo Araújo e Luís Ramalho levaram o Hyundai i20 R5 à vitória no Rali Vidreiro, nunca deixando o comando da prova, desde o primeiro ao último troço. A equipa controlou sempre os acontecimentos, apesar de uma pressão constante de Ricardo Teodósio e José Teixeira, que colocaram o Skoda Fabia R5 no 2º lugar a apenas 27 segundos de diferença. O pódio na Marinha Grande ficou completo com o 3º lugar conquistado por Pedro Meireles e Mário Castro, também num Skoda Fabia R5 a 1m22,9 de Armindo Araújo.

E se o Team Hyundai Portugal tem motivos para festejar, com a 3ª vitória consecutiva de Armindo Araújo, está também algo apreensivo com o violento acidente dos campeões nacionais Carlos Vieira e Jorge Carvalho, logo no 1º troço da prova. O piloto Carlos Vieira saiu gravemente ferido do acidente, tendo sido intervencionado de urgência no Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, depois de ter passado pelo Hospital de Santo André em Leiria. O campeão nacional de ralis continuará em observação constante e com cuidados intensivos, depois de uma bem-sucedida intervenção cirúrgica. O navegador Jorge Carvalho, teve alta hospitalar no próprio dia do acidente. No final do rali, Armindo Araújo dedicou a vitória ao seu colega de equipa acidentado.

Depois de um pódio formado por Armindo Araújo, Ricardo Teodósio e Pedro Meireles, foi José Pedro Fontes a ocupar o 4º lugar final a 1m43,2 dos vencedores, seguido por Adruzilo Lopes a 2m45,3, que em Porsche 997, viria a triunfar na categoria GT do Rallye Vidreiro Centro de Portugal. Nas duas rodas motrizes a vitória acabou por pertencer a Pedro Antunes num Peugeot 208 R2.

scroll up