Buemi vence e Félix da Costa é 5º em Hong Kong

09 outubro 2016

O Campeão em título da Fórmula E, Sébasiten Buemi (Renault e.dams), não podia ter começado a defesa do ceptro de melhor forma ao levar de vencida o 2016 HKT Hong Kong ePrix. Com 30.000 espectadores presentes, a nova época da Fórmula E começou com uma das corridas mais imprevisíveis até à data.

Buemi chegou à liderança na segunda metade da corrida, quando Sam Bird foi à box para a troca obrigatória de carro. Mas a máquina da DS Virgin Racing não saiu do pit lane, o que permitiu a Buemi, que tinha aproveitado a presença do Safety Car em pista para fazer a sua troca, assumir a liderança e com isso conquista o sétimo triunfo na competição.

Mas as emoções foram fortes desde o apagar das luzes vermelhas. Nelson Piquet Jr. (NEXYEV NIO), que partiu da pole position, liderou à saída da apertada primeira curva, e manteve-se confortável na primeira posição à frente do colega de equipa Oliver Turvey nos momentos iniciais da corrida. Turvey, enquanto isso, teve de se defender dos intentos de Bird e Buemi, isto com vários toques a terem lugar atrás deles. Quem acabava por ficar pelo caminho foi o piloto da casa Ma Qin Hua. O piloto da TECHEETAH viu ser-lhe mostrada a bandeira negra e laranja que o obrigou a ir para as boxes devido a problemas mecânicos.

Durante este período foram vários os contactos entre Bird e o colega de equipa na DS Virgin, Jose Maria Lopez, com o carro de “Pechito” a sofrer bastante ao ponto mesmo perder a luta e acabar por embater contra as barreiras de proteção na chicane.

Quem também saiu prejudicado foi Piquet Jr. O brasileiro não danificou o carro, mas ao bloquear os travões para evitar o argentino acabou por ir parar à escapatória e, com isso, perdeu muito tempo após ligeiro embate na barreira de proteção. Ele ainda voltou à pista, mas já em terceiro.

Bird passou então para a frente seguido de Buemi, mas com a entrada do Safety Car para a remoção do carro de Lopez, a Renault e.dams optou por fazer entrar o seu piloto nas boxes, o que se revelou a decisão do dia. A DS Virgin manteve Brid em pista, enquanto a NEXTEV NIO mandou Piquet trocar de máquina com a corrida a voltar a ficar verde.

Estes dois erros – ao que se juntou ainda um problema técnico que atrasou Bird nas boxes – selaram a vitória para Buemi, à frente de Lucas di Grassi (ABT Schaeffler Audi Sport) e de Nick Heidled (Mahindra Racing).

Nico Prost ajudou a Renaul e-dams a assumir a liderança da tabela de construtores ao terminar no quarto posto, enquanto o português António Félix da Costa garantiu um brilhante quinto lugar. O piloto da Andretti Formula E partiu de 14º da grelha para completar o Top 5 mesmo à frento do colega de equipa Robin Frijns.

Jerome D’Ambrosio (Faraday Future Dragon Racing), Oliver Turvey (NEXTEV NIO), e os pilotos da Venturi Formula E, Maro Engel e Stéphane Sarrazin, completaram a lista dos dez primeiros.

O Campeonato FIA Fórmula E prossegue com a primeira corrida do Norte de África, o Marraquexe ePrix a disputar a 12 de novembro.

scroll up