Cyril Despres vence 4ª Etapa

05 janeiro 2017

Cyril Despres fez uso de toda a sua experiência para levar de vencida a 4ª Etapa do Rally Dakar 2017 que hoje ligou San Salvador de Jujuy, na Argentina, a Tupuzia, na Bolívia ao longo de 521km, dos quais 416 foram disputados contra o cronómetro.

O ataque do gaulês às posições cimeiras começou logo após a partida, com o piloto da Peugeot a ser segundo logo em WP1, nessa altura a pouco mais de dois minutos do então líder, o colega de equipa e compatriota Stéphane Peterhansel.

Não satisfeito com a diferença, Despres manteve o ritmo forte para passar por WP2 a meros quatro segundos de Nani Roma (Toyota), que por essa altura tinha assumido a liderança, enquanto Peterhansel pagava caro um erro de navegação e caía para 11º, a 15:21s da frente.

Cyril não desarmou e ascendeu à liderança em WP3, posição que não mais perdeu até final depois de ganhar tempo aos rivais em todos os controlos para assinar a primeira vitória no Dakar aos comandos de um carro.

Enquanto isso, o espanhol Roma acabou por perder tanto tempo na fase final da etapa como o que tinha perdido até essa altura, o que o fez terminar em 3º, a 12:51s do primeiro e atrás de Mikko Hirvonen. O finlandês da MINI fez uma excelente etapa para garantir o melhor resultado da marca até ao momento com o segundo lugar, a 10:51s de Despres. Hirvonen foi o quarto a partir, mas ainda chegou a ser cronometrado em 10º antes de recuperar e entrar na luta por um resultado nos três primeiros.

Para esquecer foi o dia de outros dois pilotos Peugeot. Sébastien Loeb começou a perder terreno logo no início, terminando o dia ainda assim em 5º, a 22:23s do primeiro. Já Carlos Sainz perdeu-se e depois caiu numa ravina; um contratempo determinante para o espanhol que depois de ter passado WP10, o penúltimo controlo antes do final, em terceiro, ainda não logrou cruzar a meta, uma distância que os da frente fizeram em cerca de 50 minutos.

Entretanto, quem já informou a Direção de Prova da desistência foi Yazeed Al-Rajhi. Sexto da geral à partida para a etapa de hoje, o piloto da MINI não teve dia fácil e depois de vários altos e baixos acabou por abandonar.

Quanto a Filipe Palmeiro, navegador do piloto MINI Boris Garafulic, foi nono, enquanto Paulo Fiuza e Stephan Schott terminaram na 16ª posição.

scroll up