Dobradinha da Mercedes no Bahrein após domínio da Ferrari

31 março 2019

Este parece ter sido um triunfo inesperado para a Mercedes, depois do monegasco Charles Leclerc ter liderado a corrida até 10 voltas do fim, altura em que o seu Ferrari começou a perder potência, devido a problemas no recuperador de energia, que aumenta a performance do motor. Nessa altura, Leclerc foi ultrapassado pelos dois Mercedes, com Hamilton e Bottas a manterem estas posições até final da corrida. O campeão do mundo alcança assim a sua 4ª vitória no Bahrein.

Leclerc merecia a vitória, pelo que fez nas qualificações e na corrida, até ter sentido os problemas de falta de potência no Ferrari. Apesar disso, e devido aos incidentes que os dois Renault tiveram em simultâneo, que obrigou o Pace Car a entrar em pista, Leclerc consegue garantir o 3º lugar do pódio, aguentando o Red Bull de Max Verstappen que terminou a corrida na 4ª posição.

O desporto automóvel é fértil neste tipo de situações, e assim Hamilton herdou uma vitória que, provavelmente, já não lhe passava pela cabeça. O azar de Leclerc prolongou-se à equipa, com o Ferrari de Sebastian Vettel a terminar no 5º posto, depois do piloto alemão ser obrigado a ir às boxes, com danos numa das asas do Ferrari, após ter efetuado um pião depois de ter sido ultrapassado por Lewis Hamilton. Mesmo assim, Vettel recuperou do 8º para o 5º lugar final. Na 6ª posição terminou o McLaren de Lando Noris, à frente do Alfa Romeo de Kimmi Raikkonen e do Red Bull de Pierre Gasly.

A Ferrari acabou por perder o controlo do GP do Bahrein, entregando a vitória a Hamilton numa bandeja. No entanto, e apesar da segunda dobradinha consecutiva, a Mercedes ficou algo preocupada com a eficiência que a Ferrari demonstrou no Bahrein e Vettel terá ficado também receoso com a concorrência interna na Ferrari, depois da boa prestação de Leclerc.

scroll up