Dovi recupera liderança do Mundial

27 agosto 2017

Andrea Dovizioso (Ducati Team) tornou-se no primeiro piloto a vencer quatro corridas consecutivas esta época no que foi mais uma demonstração de grande mestria tática. Muito próximo, em segundo, mas sem conseguir concretizar um ataque na última volta, ficou Maverick Viñales (Movistar Yamaha MotoGP), com o líder inicial da corrida e colega de equipa Valentino Rossi a completar o pódio. Com este resultado, e com a desistência de Marc Márquez (Repsol Honda) a classificação do Campeonato acabou por sofrer alterações significativas.

Rossi foi quem partiu melhor. O nove vezes Campeão do Mundo fez uma partida canhão do meio da primeira linha e isolou-se nos momentos iniciais da corrida. Atrás do “The Doctor”, Márquez liderava um pelotão compacto de cinco pilotos, com Cal Crutchlow (LCR Honda), Viñales, Jorge Lorenzo (Ducati Team) e Dovi na cola. Márquez apanhou um grande susto ainda no início da prova, mas o jovem de Cervera manteve a liderança do grupo perseguidor.

Dovizioso não tardou a mostrar ao que vinha, com os pilotos a distanciarem-se um pouco de Lorenzo e Rossi a fugir mais na frente. As emoções estavam ao rubro até que uma inesperada nuvem de fumo baralhou as contas do Campeonato, com Márquez a ficar pelo caminho.

Rossi começou depois a perder terreno, dando a entender que a vitória seria discutida ao cair do pano e assim foi, com Dovizioso a passar para a frente a três voltas do final. “The Doctor” ainda tentou responder, mas viu que Viñales e Dovi não lhe davam hipótese.

A luta manteve-se acesa entre o italiano e o espanhol até final, mas foi Dovi quem levou a melhor, à frente de Viñales (+0,114s) e de Rossi (+0,749s). Crutchlow (+1,679s) e Lorenzo (+3,508s) fecharam a lista dos cinco primeiros, enquanto Johann Zarco (Monster Yamaha Tech 3), Dani Pedrosa (Repsol Honda), Scott Redding (Octo Pramac Racing), Álex Rins (Team Suzuki Ecstar) e Álvaro Bautista (Pull&Bear Aspar Team) completaram o Top 10.

scroll up