Gonçalves faz segundo tempo na 7ª Etapa

09 janeiro 2017

Depois do que acabaram por ser dois dias sem competição devido ao cancelamento da 6ª Etapa devido ao mau tempo que se fez sentir no sábado e ao dia de descanso de ontem, o Rally Dakar voltou à pistas da Bolívia com a 7ª Etapa entre La Paz e Uyuni. Uma tirada que acabou por sofrer alterações, também devido às condições climatéricas, e que resultou numa especial de 161 km disputada entre duas ligações de 400 e 240 km. A única coisa que não foi alterada é o facto de continuar a tratar-se da primeira parte da Etapa Maratona deste Rally Dakar 2017.

Em termos desportivos, e depois de ter perdido tempo nos últimos dois dias de prova, o português Paulo Gonçalves esteve muito forte. O piloto da Honda chegou mesmo a assinar o melhor tempo do dia, mas acabou depois por ser surpreendido por Ricky Brabec. O norte-americano, também piloto Honda, levou 2h02m05s a completar a especial de hoje, menos 1m44s que Gonçalves.

No terceiro lugar, e depois de se ter perdido pelo caminho, ficou o ainda líder da prova, Sam Sunderland. O britânico da KTM precisou de mais 4m43s para completar o percurso de hoje. No quarto posto, e sublinhando o domínio da Honda nesta 7ª Etapa, terminou Joan Barreda, a 6m51s, da frente, enquanto o francês Xavier de Soultrait (Yamaha) completou a lista dos cinco primeiros (+7m10s).

Joaquim Rodrigues voltou a estar em bom plano ao terminar como segundo melhor português. O piloto da Hero Speedbrain foi 20º, a 17m41s de Brabec, enquanto Hélder Rodrigues (Yamaha) foi 26º, a 24m14s da frente. Mário Patrão levou a KTM ao 29º lugar da especial (+25m28s).

scroll up