Grande corrida de Miguel Oliveira no GP das Américas

22 abril 2018

Numa prova inteligente e notável, o piloto português recuperou nove posições, averbando dois pódios em três corridas. Com diversos duelos emotivos ao longo das 18 voltas da corrida de Austin, Miguel Oliveira confessou que esta foi uma corrida muito dura, onde foi muito difícil ganhar tempo. O piloto ACP deu nas vistas no Texas e esteve quase a apanhar Alex Márquez, que depois de ter conquistado a “Pole Position”, acabou por ser batido pelo italiano Francesco Bagnaia.

Numa corrida em permanente recuperação, Miguel Oliveira ultrapassou nove concorrentes e só não foi mais longe, porque a corrida só tinha 18 voltas. Deixou que na frente da corrida Alex Márquez e Francesco Bagnaia se fossem desgastando um ao outro, aproveitando de forma cirúrgica as oportunidades que tinha para ganhar posições. Numa busca constante pelo 2º pódio da temporada, o piloto da Red Bull KTM Ajo esteve demasiado perto dos dois homens da frente, que só deram pela presença do português, quando Márquez acusou algum desgaste.

Miguel Oliveira não só entrou no pódio a 8 voltas do final da corrida, como também registou o melhor tempo em pista a 5 voltas do final da prova, o que demonstra bem a garra do piloto ACP. Oliveira soube forçar andamentos e na luta intensa pelo comando, que acabou por ser favorável a Bagnaia, os dois homens da frente sentiram a fantástica aproximação de Miguel Oliveira, que terminou a corrida num fabuloso 3º lugar a apenas 3,70 segundos do vencedor e a 1,06 segundos da 2ª posição.

Bagnaia somou a 2ª vitória da época, sendo agora líder isolado do campeonato de Moto2, com 57 pontos, tendo Mattia Passini na 2ª posição com 47 pontos, os mesmos conseguidos por Alex Márquez. Miguel Oliveira é agora o 4º classificado com 43 pontos, prometendo mais um excelente campeonato. A próxima prova de Moto2 é o GP de Espanha no dia 6 de maio.

scroll up