Hamilton vence na Grã-Bretanha com dobradinha da Mercedes

16 julho 2017

Os ingleses não podiam ter um desfecho melhor para o Grande Prémio de Fórmula 1 da Grã-Bretanha. Lewis Hamilton assinou uma corrida de classe, obteve a sua 4ª vitória consecutiva no circuito do seu país e iguala o recorde de Jim Clark. Para a Mercedes a prova também não podia ter corrido melhor. Para além da impecável vitória de Hamilton, Valteri Bottas chega ao 2º lugar, dando à marca alemã uma saborosa dobradinha em solo britânico.

Agora, quando o Campeonato do Mundo de Fórmula 1 chega precisamente a meio, está tudo muito emotivo. Sebastien Vettel ainda comanda, apesar de ter caído para o 7º lugar a apenas 1 volta do fim do GP da Grã-Bretanha, quando viu desfazer-se um pneu do Ferrari, quando era 4º classificado. Vettel (177) tem apenas 1 ponto de vantagem para Hamilton (176), enquanto Bottas é 3º com 154 pontos, Ricciardo é 4º com 117 e Raikkonen o 5º com 98 pontos. E se entre os pilotos estas contas são muito interessantes, entre os construtores a Mercedes ganha maior vantagem, comandando com 330 pontos contra os 275 da Ferrari e os 174 da Red Bull.

Numa prova que não deixou de ser emocionante, apesar do domínio total de Hamilton, as posições do pódio foram-se alterando, com Raikkonen, Bottas, e Vettel a disputarem interessantes lutas, sempre observados pelos Red Bull de Verstappen e Ricciardo, que se classificaram respetivamente no 4º e 5º lugar, depois do azar que bateu à porta de Vettel que, devido às lutas intensas que teve de travar, viu a qualidade dos pneus do Ferrari degradarem-se de tal forma que foi obrigado a prescindir de um lugar no pódio, quando teve de ir trocar o pneus da frente esquerdo a apenas uma volta do fim da corrida.

E se Hamilton teve uma prova irrepreensível, também Bottas esteve em grande plano, tendo em conta que partiu do 9º lugar e acabou a corrida em 2º, deixando Kimmi Raikkonen no 3º lugar, com o “Ice Man” a admitir que o seu Ferrari não chegou para os dois Mercedes, apesar de ter tentado fazer um GP livre de problemas. A seguir ao pódio os dois Red Bull habituais, desta vez com Verstappen à frente de Ricciardo, enquanto o melhor Renault foi o de Hulkenberg no 6º lugar, numa altura em que a marca francesa celebra 40 anos na Fórmula 1. Devido aos já conhecidos problemas nos pneus, Vettel termina no 7º lugar, à frente dos dois Force India de Ocon e Perez, com Filipe Massa a fechar os 10 primeiros classificados, ao volante do Williams. O Campeonato do Mundo de Fórmula 1 continua a 30 de julho com o muito seletivo GP da Hungria.

scroll up