Lewis Hamilton intocável em Montreal

11 junho 2017

Lewis Hamilton não deu hipóteses ao voar para o sexto triunfo do ano no Grande Prémio do Canadá deste domingo em Montreal, terminando à frente do colega de equipa Valtteri Bottas num fim-de-semana de domínio da Mercedes.

O mais baixo do pódio foi para Daniel Ricciardo, da Red Bull, depois da Ferrari se ter debatido com problemas ainda cedo na corrida, com Sebastien Vettel e lutar para terminar em quarto, acabando assim por ver a vantagem no Campeonato ser reduzida de 25 para 12 pontos.

Atrás deles terminaram os monolugares da Force India, com Sergio Perez a bater por muito pouco o colega de equipa Esteban Ocon na luta pelo quinto posto, enquanto Kimi Raikkonen teve de se contentar com a sétima posição depois de problemas de travões com o seu Ferrari.

Nico Hulkenger, da Renault, foi oitavo, enquanto Lance Stroll, da Williams, festejou os primeiros pontos do ano com o nono lugar. A fechar o Top 10 ficou Romain Grosjean, da Haas.

As emoções foram mais que muitas logo na primeira volta. Vettel danificou a asa frontal do Ferrari na Curva 1 quando Max Verstappen (Red Bull), após partida muito rápida, foi por fora para reclamar a segunda posição atrás de Hamilton. Pouco depois, era Carlos Sainz que acabava com o Toro Rosso na parede; o espanhol também levou consigo Felipe Massa (Williams) após contacto com Grosjean. Sainz e Massa ficaram logo fora de ação com o Safety Car a entrar em pista e Grosjean a ir às boxes para substituir o nariz do monolugar. O incidente está a ser algo de investigação pelos comissários.

Enquanto isso, as esperanças de um pódio para Verstappen duraram apenas até à 11ª volta, altura em que problemas técnicos obrigaram o holandês a desistir pouco depois de Vettel se ter visto forçado, também ele, a substituir o nariz do Ferrari. O contratempo atirou-o para último do pelotão, levando depois a cabo grande recuperação.

scroll up