Loeb responde e assume liderança

10 janeiro 2017

A Peugeot continua a não dar tréguas aos rivais e voltou a garantir o pleno nesta 8ª Etapa que ligou Uyuni, na Bolívia, a Salta, na Argentina. Sébastien Loeb, que ontem tinha terminado em segundo atrás do colega de equipa Stephane Peterhansel, respondeu da mesma moeda hoje.

Apesar das alterações que a tirada competitiva sofreu devido às condições climatéricas que se têm feito sentir, o antigo Campeão do Mundo de Ralis não revelou problemas e superou o colega de equipa e 12 vezes vencedor do Dakar por 3m35s. Uma margem que lhe permitiu ascender à liderança da prova à geral.

A fechar o pódio desta 8ª Etapa ficou o também francês Cyril Despres. Também muito experiente, Despres precisou, contudo, de mais 5m13s que Loeb.

Só no quarto posto surgiu o primeiro piloto não Peugeot e não francês no que foi um dia absolutamente dominado pela tricolor azul, branca e vermelha. O finlandês Mikko Hirvonen voltou a colocar o MINI no quarto posto, mas a 8m14s do primeiro posto, continuando assim a perder tempo para os rivais. Ainda assim, foi o último a terminar a menos de dez minutos da frente.

A completar o Top 5 ficou o sul-africano Giniel de Villiers. O piloto da Toyota não conseguiu apresentar o mesmo nível de andamento que ontem lhe deu o terceiro posto e acabou por terminar a 11m57s da frente.

Quanto aos portugueses, Filipe Palmeiro (MINI) navegou o chileno Boris Garafulic até ao 13º lugar provisório, a mais de 30 minutos da frente, enquanto Paulo Fiuza, que navega o MINI conduzido pelo alemão Stephan Schott era 23º à passagem por WP12, já quase a uma hora da frente.

scroll up