Neuville vence na Argentina com dobradinha da Hyundai

28 abril 2019

Thierry Neuville alcança a 2ª vitória consecutiva no WRC 2019. Depois da Córsega, mostrou que se adapta bem ao mau piso, e triunfa de forma categórica na Argentina, solidificando a liderança do campeonato. A estratégia da Hyundai e a postura de Neuville resultaram em pleno, com o piloto belga a entrar no último dia de prova com os destinos do rali na mão. Para que não restassem dúvidas, vence o penúltimo troço, deixando a sua marca de vitória, antes da Power Stage, onde obteve mais 3 pontos adicionais, devido ao 3º melhor registo.

Este foi um rali muito positivo para a Hyundai, que para além da vitória de Neuville viu Andreas Mikkelsen assinar uma excelente exibição, conquistando o 2º lugar a 48,4 segundos do seu colega de equipa. As contas finais do Rali da Argentina fizeram-se também no último troço, onde o campeão do mundo Sébastien Ogier reconquistou o 3º lugar da geral, batendo Kris Meeke por apenas 1,4 segundos, o que demonstra bem a precisão de Ogier ao vencer a Power Stage, e a subir um lugar na classificação geral, tudo a pensar nos pontos para o campeonato.

Se a Citroen e Ogier se podem queixar dos problemas de direção assistida do C3 WRC do campeão e também terem perdido demasiado cedo Esapekka Lappi, após aparatoso acidente. A Toyota também não fica com boas memórias da Argentina, abdicando de uma possível vitória com Ott Tanak, depois do Yaris ser obrigado a parar no 2º dia de prova, com problemas de alternador. Kris Meeke bem tentou segurar o 3º lugar, mas não conseguiu por apenas 1,4 segundos, terminando na 4ª posição, à frente do seu colega Jari-Matti Latvala que termina no 5º lugar a 1m21,2 de Neuville. Apesar de ter abandonado no 2º dia, Tanak voltou ao rali e conseguiu registar o 8º lugar final. Dani Sordo em Hyundai foi 6º classificado a 1m26,7 do vencedor e Suninen, o melhor Ford em prova no 7º lugar, mas já a 4m57,3.

Numa prova muito dura, com acidentes muito aparatosos, mau piso e muita chuva, reinou Neuville em domínio da Hyundai, que estão agora na frente dos campeonatos de pilotos e construtores. Na categoria WRC 2 o triunfo indiscutível foi para o Citroen C3 R5 de Mads Ostberg, que terminou com 5m46 de vantagem para o Ford Fiesta de Pedro Heller. O WRC 2019 vai continuar na América do Sul, onde entre 9 e 12 de maio se realiza o Rali do Chile, antes do campeonato regressar à Europa com o Vodafone Rally de Portugal entre 30 de maio e 2 de junho.

scroll up