Rallycross também vai ser elétrico

03 abril 2019

Depois dos monolugares, com a Fórmula E que vai já na quinta temporada, das motos, com a MotoE a estrear-se, espera-se, ainda este ano, e da FIA ter já revelado que também pretende introduzir os elétricos, ou pelo menos os híbridos, no Mundial de Ralis a partir de 2022, eis que o Campeonato do Mundo de Rallycross se junta ao grupo e apresenta um projeto no mesmo sentido.

A ideia da IMG Motorsports, promotora do campeonato, é continuar a dar aos fãs as emoções a que já estão habituados com os Supercars, dotados de motores de combustão interna, e, ao mesmo tempo, mostrar o que será o futuro dos carros de produção.

O Projekt E, como é denominado, está previsto para chegar às pistas em 2021 e faz da IMG a pioneira na introdução de tecnologia de veículos elétricos em carros de competição com base em veículos de produção.

“A IMG comprometeu-se com a eletrificação do Mundial de RX em 2017. Hoje podemos confirmar essa intenção,” disse o patrão do World RX, Torben Olsen. “Há muito que falamos com os construtores sobre a eletrificação do Rallycross e chegámos à conclusão que ainda não estão prontos para um campeonato totalmente elétrico. Contudo, o Projekt E é um passo em frente positivo rumo ao nosso compromisso de 2017.”

scroll up