Mini também já aderiu à tecnologia Plug-In

16 junho 2017

Tendo por base as tecnologias e componentes BMW Group eDrive, já comprovadas em diversos modelos híbridos Plug-in da marca alemã, chegou agora a vez da Mini aderir ao conceito e conciliar um motor a gasolina com um motor elétrico. Neste caso, é o bloco de 1,5 litros de 136 cv e um motor elétrico de 88 cv, que conjugados permitem atingir uma potência de 224 cv, o que não deixa de ser bastante agradável mesmo para um Mini que utiliza a preponderante sigla Cooper S.

Este primeiro modelo híbrido Plug-In da Mini que já está disponível para encomendas em Portugal, deverá ver as primeiras unidades a chegar ao nosso mercado durante o mês de julho, com preços a partir dos 39.350€. Para além de performances bastante agradáveis, como já foram comprovadas no irmão da BMW, o 225 xe, este Mini Cooper S E Countryman ALL4, conta com tração integral uma vez que o motor transversal de três cilindros a gasolina atua sobre o eixo dianteiro, enquanto o motor elétrico atua ao eixo traseiro.

Com consumos de combustível bastante agradáveis e emissões CO2 de apenas 49 gr/km, a condução elétrica exclusiva tem uma autonomia que pode ir até aos 42 km e a bateria de iões de lítio pode ser carregada entre 2h15m e 3h15m. Com três tipos de atuação em modo eDrive, o novo Mini híbrido Plug-In possui sistema de navegação que ajuda a otimizar a condução elétrica e uma eficaz caixa automática Steptronic de 6 velocidades. A marca oferece manutenção incluída de 5 anos ou 80.000 km, sendo a garantia das baterias de 6 anos ou 100.00 km. Esta apenas a primeira de muitas propostas ecológicas agendadas pela Mini para os próximos anos.

scroll up