Citroën lança edição especial em 5 modelos

09 abril 2019

Para celebrar o seu centenário, a Citroën lança uma edição de colecionador que abrange diferentes modelos da sua gama: C1, C3, SUV Compacto C3 Aircross, C4 Cactus e Grand C4 SpaceTourer. Cabe ao C3 inaugurar já neste mês de abril, com o lançamento da edição C3 Origins em Portugal.

O C3 Origins chega com os motores 1.2 PureTech de 82 cv (disponível a partir de 17.000€) e 1.5 BlueHDi de 100 cv (disponível a partir de 21.300€). Em abril passam também a estar disponíveis para encomenda as edições Origins do C3 Aircross, C4 Cactus e Grand C4 SpaceTourer. No caso do C1, esta edição será comercializada a partir de maio.

Verdadeiro protagonista da mobilidade urbana, o Citroën C1 atrai através do seu novo universo de cores e de materiais e dos equipamentos tecnológicos que o enriquecem. Inspirado pelos clientes e pelos seus estilos de vida, o Citroën C1 facilita a vida no quotidiano, como berlina ou em formato descapotável. Ágil e prático, infiltra-se com facilidade nas cidades, graças às suas dimensões compactas e capacidade de manobra.

É difícil não fazer um paralelo histórico com outro ícone, também ele exemplo de agilidade: o 2 cv da década de 50, símbolo de liberdade. Um “Toute Petite Voiture”, um “guarda-chuva com 4 rodas”, capaz de “transportar um cesto de ovos através do campo sem que se quebre nenhum”, foram alguns dos termos para a definição das suas especificações em 1936, antes de assumir a sua forma final, desvendada no Salão de Paris de 1948, sob o nome de 2 CV.

Berlina polivalente e colorida, o Citroën C3, distingue-se pela sua morfologia única, o seu conforto sem compromisso e as suas tecnologias ao serviço do quotidiano. O seu outro poder de sedução reside no potencial de personalização, através de 36 combinações possíveis, de um exterior que pode assumir 3 tetos bi-tom, aos 4 ambientes interiores, de modo a que cada cliente possa eleger a versão com que melhor se identifique.

Adotando uma silhueta aventureira, o SUV Compacto C3 Aircross é tão confortável em cidade como em estrada, desafiando os fãs a viver uma nova experiência, graças a seu caráter SUV e à sua tecnologia Grip Control (juntamente com o sistema Hill Assist Descent), garantindo tração em todas as condições (areia, neve, etc).

A nova designação comercial “SpaceTourer” que substituiu o anterior “Picasso”, abrange as duas silhuetas dos monovolumes C4 e Grand C4. São ambos símbolos do engenho e evasão sem limites. Produtos de partilha, permitem que 5 ou 7 pessoas viagem num conforto exclusivo, sob um design moderno, num ambiente tecnológico e com motores de última geração.

Se o C4 SpaceTourer e o Grand C4 SpaceTourer beneficiam ambos do savoir-faire da Citroën em termos de espaço a bordo e de modularidade, no final dos anos 20 do século passado era o Citroën C4 F que fazia prova das caraterísticas de versatilidade. Familiar por excelência, propunha 5 lugares e detinha um banco traseiro amovível, bem como um vidro traseiro de abertura em duas partes. No final dos anos 90 chegava o Xsara Picasso, antecessor do C4 Picasso, apresentando-se como o primeiro monovolume compacto da Citroën, com os seus três bancos traseiros idênticos. Dois anos mais tarde, em 1996, surgia o Berlingo Multispace, criador do segmento dos Veícuilos Multifunções e encanto das famílias.

scroll up