Jeep tem uma oferta para cada segmento SUV

15 outubro 2018

Dinamizar o mercado com produtos para todos os gostos e carências, é o que pretende a Jeep com o lançamento de três modelos refrescados e adaptados aos novos tempos. Uma reestruturação profunda da marca Jeep em Portugal, redireciona os seus modelos para segmentos do mercado onde os SUV da moda vão ditando as suas leis. Para os responsáveis da marca, um Jeep nasceu para ser selvagem, independentemente do segmento onde está inserido. Despretensioso, aventureiro e capaz de desempenhar qualquer tarefa, é assim que os Jeep encaram a sua relação com um mercado cada vez mais competitivo.

Para que o patamar de entrada da marca seja apetecível, a Jeep pretende que o Renegade venha a ter uma oferta abaixo do 20.000€, lançando assim o desafio para um futuro onde os outros modelos da marca também consigam dar respostas à altura. Para que isso seja possível, a responsabilidade do motor a gasolina de três cilindros, 1.0 Turbo de 120 cv é extraordinariamente importante, sendo o despoletar da paixão Jeep. Os blocos que equipam esta nova geração do Renegade, assentam então neste gasolina de 1,0 litros, mas também no mais potente 1.4 Turbo de quatro cilindros, com 150 ou 180 cavalos e no diesel de 1,6 litros com 120 cv.

A nova geração do Cherokee faz importantes apostas na estética, motores e caixas de velocidades. Neste modelo de elevadas exigências, o design tem um papel fundamental, tal como o interior mais luxuoso, espaçoso, e dotado dos mais recentes equipamentos de conetividade e segurança. Aqui, o motor diesel de 2,2 litros com 150 ou 195 cavalos relança este SUV para horizontes bastante vastos, tanto na versão 4x2 como na 4x4. Os preços do Jeep Cherokee arrancam nos 52.000€.

Para a Jeep o Wrangler, produzido exclusivamente nos Estados Unidos da América, tem de continuar a ser o mais poderoso e o mais preformante de todos. A nova geração é a mais tecnológica de sempre, sem perder aptidões TT, assumindo uma imagem forte e inconfundível, que sempre caracterizou um histórico Wrangler. Com vários tipos de capota e um interior forte e robusto, onde tudo é novo, especialmente os distintos detalhes, são as inegáveis capacidades 4x4 que fazem dele um Jeep único e modelo de referência para todos os tipos de utilização, especialmente os mais “selvagens”, como a marca gosta de sublinhar. Com motores diesel e gasolina e potências de 200 e 270 cavalos, o Wrangler pode contar com caixa manual ou automática AT8. Os preços começam nos 51.000€.

A Jeep, que tem como objetivo ocupar cerca de 1/5 do universo dos SUV, tem ainda como forte argumento o já conhecido Compass que disponibiliza um motor a gasolina 1.4 Turbo de 140 e 170 cavalos e dois blocos diesel, o 1.6 de 120 cv e o 2.0 de 170 cv. Os preços do Compass começam nos 29.500€.

scroll up